News

Postado em 14 de Outubro de 2015 às 11h57

Empresários brasileiros fecham quase US$ 100 milhões em negócios na Rússia

Expomeat 2017 Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil Comitiva brasileira visita estandes do Brasil na feira World Food na Rússia. Negócios chegaram a R$ 99,9 milhões Romério Cunha/Vice...

Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil

Comitiva brasileira visita estandes do Brasil na feira World Food na Rússia. Negócios chegaram a R$ 99,9 milhões Romério Cunha/Vice -Presidência

Empresários brasileiros que participaram da feira World Food Moscow, na Rússia, na semana passada, fecharam negócios no valor de US$ 99,9 milhões nos quatro dias de evento. De acordo com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex-Brasil), o número engloba o que foi negociado durante a viagem e o previsto para os próximos 12 meses, resultado das 430 reuniões feitas com compradores russos.

A presença de 20 empresas brasileiras na maior feira de alimentos, bebidas e agronegócios da Rússia, entre os dias 14 e 17 deste mês, foi organizada pela Apex-Brasil, em parceria com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne e a Associação Brasileira de Proteína Animal.

A feira ocorreu na mesma semana da missão empresarial brasileira à Rússia e à Polônia, liderada pelo vice-presidente da República, Michel Temer. “Os resultados da missão foram muito positivos no que diz respeito ao incremento de negócios entre o Brasil e os dois países visitados, que fazem parte dos mercados prioritários do Plano Nacional de Exportações e são alvos das ações de promoção comercial e atração de investimentos desenvolvidas pela Apex-Brasil”, disse, em nota, o presidente da agência, David Barioni Neto.

Mercado russo

De acordo com o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne, Antonio Jorge Camardeli, as empresas procuraram buscar novas oportunidades na feira, pois houve uma redução de 20% das vendas para a Rússia este ano por causa da queda do preço do petróleo, item fundamental da economia russa, e da acentuada desvalorização cambial do rublo (moeda russa), o que diminuiu o poder de compra dos russos. Os frigoríficos brasileiros estão tentando se adaptar ofertando cortes diferenciados para continuar no mercado russo, informou Camardeli, na abertura da feira.

Segundo a Apex-Brasil, a relação comercial entre Brasil e Rússia é concentrada nas exportações brasileiras de carnes. As carnes bovina, suína e de frango representaram 63,5% do total das vendas brasileiras para o mercado russo no ano passado. Em 2014, o Brasil exportou US$ 3,8 bilhões para a Rússia e importou US$ 3 bilhões, resultado em um superávit de US$ 800 milhões na balança comercial, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-09/empresarios-brasileiros-fecham-quase-us-100-milhoes-em-negocios-na-russia

Veja também

Occupying your space20/10/15 By Ilce Maria Silveira, Frigonews Magazine Director The inexistence of the void guided one of the most important debates in the history of philosophy, and then of physics. Until now the matter is controversial. But if you cannot state categorically that nature abhors the void, it is safe to say that the marketing in the commercial and industrial activity also does. The current situation of the production chain......
Production and exportation data of meat in Brazil26/10/15 Brazil is the main exporter of cattle and chicken meat in the world and fourth on the list of the main pork exporters, according to a survey made by the Agribusiness Department of the Industries Federation of the São Paulo State (Fiesp), based on 2014......

Voltar para News (en)