Notícias

Postado em 15 de Fevereiro de 2017 às 11h09

Custos de produção de aves e suínos fecham 2016 em alta

Os custos de produção de aves e suínos apresentaram quedas no mês de dezembro, em relação a novembro, mas ainda fecharam 2016 em alta, refletindo o aumento nos preços de grãos usados para nutrição animal, segundo dados contabilizados pela Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa.

O índice que mede o custo de produção dos suínos (ICPSuíno) teve queda de 1,58% no último mês do ano passado, para 219,68 pontos, afetado principalmente por uma queda de 1,61% no custo de nutrição.

No acumulado do ano, houve alta de 8,47% no custo de produção de suínos, quando os custos de nutrição subiram 8,36%. Os custos de nutrição representam quase 80% da composição do índice de custos de produção calculado pela Embrapa.

Já o custo de produção de frangos medido pelo ICPFrango caiu 0,53% em dezembro, para 209,70 pontos. No ano, o índice subiu 5,44%, também influenciado pelo crescimento nos custos de nutrição, que foi de 5,87% no período.

Se as previsões para as safras de milho e soja do Brasil neste ano se confirmarem, a tendência é de que os custos de produção de aves e suínos caiam em 2017.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que a safra de grãos no Brasil alcançará recorde histórico neste ano, com produção de 87,4 milhões de toneladas de milho esperada para o ano. Para a soja, a Conab espera aumento de 10,6% na produção, para 105,6 milhões de toneladas.

Fonte: Anna Flávia Rochas - Carnetec
 

Veja também

PRIME EQUIPAMENTOS DO BRASIL vai expor seus principais produtos na feira EXPOMEAT02/03/17 A Prime Equipment Group, Inc. é uma empresa dos Estados Unidos, fabricante de equipamentos para processamento de aves que conquistou ao longo de mais de duas décadas a confiança da indústria por fornecer soluções inovadoras e confiáveis no processamento de aves. A Prime Equipment Group desenvolve e fabrica máquinas únicas, bem como sistemas e......
Crise de escassez de milho não se repetirá em 201712/01/17Milho suficiente e a preços compatíveis para agroindústrias da carne e para os produtores rurais garante tranquilidade ao agronegócio de SC em 2017 O mercado agrícola catarinense não viverá, neste ano, o drama da escassez acentuada de milho e o encarecimento da produção de carnes que, em 2016, derrubou a rentabilidade das indústrias de processamento de aves e de......

Voltar para Notícias (pt)