Notícias

Postado em 09 de Abril de 2018 às 16h51

Marfrig compra 51% da National Beef e se torna 2ª maior processadora de bovinos do mundo

EXPOMEAT 2019 A Marfrig Global Foods informou nesta segunda-feira (09) que fechou acordo para comprar o controle da quarta maior processadora de carne bovina dos Estados Unidos, a National Beef Packing Company, por US$ 969...

A Marfrig Global Foods informou nesta segunda-feira (09) que fechou acordo para comprar o controle da quarta maior processadora de carne bovina dos Estados Unidos, a National Beef Packing Company, por US$ 969 milhões.

Com a transação, a Marfrig passará a ser a segunda maior processadora de carne bovina do mundo, com faturamento consolidado R$ 43 bilhões e EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 3,4 bilhões, informou em comunicado.

“A aquisição da National Beef é a materialização de uma oportunidade única”, disse o CEO da Marfrig, Martín Secco, em comunicado. “Com a transação, teremos operações nos dois maiores mercados de carne bovina do mundo, chegaremos a países consumidores extremamente sofisticados e conseguimos crescer mantendo uma rigorosa disciplina financeira.”

A National Beef, baseada em Kansas City (Missouri), tem capacidade de abater 12 mil cabeças de gado por dia. A empresa, fundada em 1992, tem duas unidades de processamento de bovinos em Dodge City e Liberal, no Kansas, que correspondem a 13% da capacidade total de abate no mercado americano. A National Beef faturou US$ 7,3 bilhões no ano passado e, desde 2011, era controlada pela holding de investimentos Leucadia National Corporation, que detinha 79% na empresa.

“Após a conclusão da operação, a Leucadia transferirá o controle acionário para a Marfrig e se manterá como acionista minoritário da empresa, com uma fatia de 31% do capital total. A US Premium Beef, associação de produtores americanos, ficará com 15% e outros acionistas com os 3% restantes”, informou a Marfrig em comunicado.

A Leucadia e os demais investidores se comprometeram a manter suas ações da National Beef por um período mínimo de cinco anos. A transação foi financiada por empréstimo do Rabobank.

A National Beef exporta para 40 países, incluindo o Japão e a Coreia do Sul, mercados fechados às exportações de carne brasileira.

Venda da Keystone
Além de aumentar o faturamento e o EBTIDA, a Marfrig espera que a aquisição da National Beef colabore para melhoria de seus indicadores de alavancagem. Com a transação, a alavancagem medida por dívida líquida/EBITDA da Marfrig deverá cair para 3,35 vezes, ante 4,55 vezes ao final do ano passado.

Adicionalmente, a Marfrig pretende vender a Keystone, subsidiária internacional do segmento de food service, o que deverá reduzir a alavancagem para 2,5 vezes ao final de 2018.

A National Beef seguirá sob gestão do atual CEO e presidente do Conselho de Administração Tim Klein. A Marfrig indicará cinco membros para o Conselho, a Leucadia escolherá dois e os outros acionistas definirão mais dois membros.

Secco disse que a Marfrig pretende concluir a aquisição da National Beef e a venda da Keystone ainda neste trimestre.

Fonte: Carnetec

Veja também

Filipinas reabre mercado para carnes do Brasil30/11/17 O mercado das Filipinas foi aberto às carnes de frango, suína e bovina do Brasil na sexta-feira (24), segundo informações da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As vendas de carnes do Brasil para as Filipinas estavam embargadas desde setembro deste ano, sendo que até então 35 mil toneladas de carne de frango e 2 mil toneladas de carne......
BTA Aditivos apresenta novidades na EXPOMEAT19/05/17 Profissionais de diversos setores da cadeia da proteína animal passaram pelo estande da BTA Aditivos e conheceram os produtos nas linhas de saneantes, tratamento de água e nutrição animal....
Embarques de carne bovina continuam aquecidos neste mês de fevereiro20/02 Portal DBO As exportações de carne bovina in natura referentes aos dez primeiros dias úteis de fevereiro totalizaram 61,18 mil toneladas, com receita de US$ 279,05 milhões, informa a consultoria Agrifatto, com base em dados da......

Voltar para Notícias (pt)