Notícias

Postado em 09 de Abril às 16h51

Marfrig compra 51% da National Beef e se torna 2ª maior processadora de bovinos do mundo

EXPOMEAT 2019 A Marfrig Global Foods informou nesta segunda-feira (09) que fechou acordo para comprar o controle da quarta maior processadora de carne bovina dos Estados Unidos, a National Beef Packing Company, por US$ 969...

A Marfrig Global Foods informou nesta segunda-feira (09) que fechou acordo para comprar o controle da quarta maior processadora de carne bovina dos Estados Unidos, a National Beef Packing Company, por US$ 969 milhões.

Com a transação, a Marfrig passará a ser a segunda maior processadora de carne bovina do mundo, com faturamento consolidado R$ 43 bilhões e EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 3,4 bilhões, informou em comunicado.

“A aquisição da National Beef é a materialização de uma oportunidade única”, disse o CEO da Marfrig, Martín Secco, em comunicado. “Com a transação, teremos operações nos dois maiores mercados de carne bovina do mundo, chegaremos a países consumidores extremamente sofisticados e conseguimos crescer mantendo uma rigorosa disciplina financeira.”

A National Beef, baseada em Kansas City (Missouri), tem capacidade de abater 12 mil cabeças de gado por dia. A empresa, fundada em 1992, tem duas unidades de processamento de bovinos em Dodge City e Liberal, no Kansas, que correspondem a 13% da capacidade total de abate no mercado americano. A National Beef faturou US$ 7,3 bilhões no ano passado e, desde 2011, era controlada pela holding de investimentos Leucadia National Corporation, que detinha 79% na empresa.

“Após a conclusão da operação, a Leucadia transferirá o controle acionário para a Marfrig e se manterá como acionista minoritário da empresa, com uma fatia de 31% do capital total. A US Premium Beef, associação de produtores americanos, ficará com 15% e outros acionistas com os 3% restantes”, informou a Marfrig em comunicado.

A Leucadia e os demais investidores se comprometeram a manter suas ações da National Beef por um período mínimo de cinco anos. A transação foi financiada por empréstimo do Rabobank.

A National Beef exporta para 40 países, incluindo o Japão e a Coreia do Sul, mercados fechados às exportações de carne brasileira.

Venda da Keystone
Além de aumentar o faturamento e o EBTIDA, a Marfrig espera que a aquisição da National Beef colabore para melhoria de seus indicadores de alavancagem. Com a transação, a alavancagem medida por dívida líquida/EBITDA da Marfrig deverá cair para 3,35 vezes, ante 4,55 vezes ao final do ano passado.

Adicionalmente, a Marfrig pretende vender a Keystone, subsidiária internacional do segmento de food service, o que deverá reduzir a alavancagem para 2,5 vezes ao final de 2018.

A National Beef seguirá sob gestão do atual CEO e presidente do Conselho de Administração Tim Klein. A Marfrig indicará cinco membros para o Conselho, a Leucadia escolherá dois e os outros acionistas definirão mais dois membros.

Secco disse que a Marfrig pretende concluir a aquisição da National Beef e a venda da Keystone ainda neste trimestre.

Fonte: Carnetec

Veja também

Sindicarne/SC comemora ampliação do mercado internacional para carne suína do país05/10/17 A abertura do mercado peruano para a carne suína brasileira - anunciada na semana passada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) - também está sendo comemorada em Santa Catarina, desta vez pelo Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados (Sindicarne/SC). Na semana passada, a Associação Brasileira da Proteína Animal (ABPA)......
Exportações brasileiras de carne suína encerram 2016 com alta de 32% em volume18/01/17 Confirmando o bom ano vivido pela suinocultura do Brasil no mercado internacional, as exportações do setor (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 732,9 mil toneladas em 2016, volume que supera em 32% as 555,1......
Imprensa EXPOMEAT19/04/17 Informações à imprensa: Luciana Piris - MTB 43182 11 96496-9471 luciana@lppress.com.br...

Voltar para Notícias (pt)