Notícias

Postado em 23 de Outubro de 2017 às 16h22

Um dos passos mais importantes para o setor em Segurança no Trabalho foi a criação da NR 36

Mais do que uma mudança de procedimentos na fiscalização, um dos passos mais importantes para o setor foi a criação de uma NR específica, vigente desde abril de 2013.

Segundo Fernando Rosalvo, Técnico em Segurança no Trabalho, a criação da NR-36 mudou a vida dos trabalhadores: “Neste quatros anos de aplicabilidade da norma, percebo que a fiscalização de melhorias tem avançado, tanto para as condições ambientais quanto para o layout das empresas. Em minha vivência no ambiente frigorifico tenho presenciado uma mudança radical, pois o setor tinha um índice muito alto de acidentes e doenças ocupacionais, sem contar com nenhum sistema de detecção de amônia eficaz. Ainda há um caminho longo a ser percorrido pelo fato das plantas frigoríficas serem antigas e de difícil mudança, mas com as fiscalizações constantes quem não se enquadrar estará correndo um sério risco de ser autuado, sendo passível até de interdição.”

As adequações propostas pela NR-36 têm surtido efeito, mas Fernando diz que ainda não é o cenário ideal: “O setor está necessitando de mais instruções juntos a esses orgão fiscalizadores e prazos maiores para adequação, pois o Empregador está com muitas dificuldades de entendimento e intepretação da norma, que é de grande importância para a saúde e segurança do trabalhador . As dificuldade sempre existem por se tratar de uma mudança de cultura, onde o Brasil ainda vem engatinhando para que se aplique Normas de Segurança e Saúde no trabalho, mas sei que estamos no caminho certo.“,

Buscando isso aplico nas minhas palestras principalmente proteção contra possíveis vazamento de amônia nos Frigoríficos do Brasil, sendo assim apliquei a Vestimenta Nivel A da DuPont onde fomos vencedor do Prêmio DuPont de Segurança e Saúde do Trabalhador mostrando sua Eficácia na contra possíveis vazamento amônia, resgate e fechamento de válvulas.

Veja também

Aurora Alimentos tem perda de R$ 2,5 milhões com roubos de cargas em 12 meses04/08/17 Por Anna Flávia Rochas em 25/07/2017 A Aurora Alimentos teve prejuízo de R$ 2,5 milhões relacionado ao roubo de 65 cargas de produtos cárneos nos últimos 12 meses, totalizando 362 mil quilos, informou a companhia na segunda-feira (24). Metade dos roubos ocorreu no estado do Rio de janeiro (32 cargas), 20 cargas foram saqueadas em São Paulo, três na Bahia,......
BRF elege José Aurélio Drummond Jr. como novo CEO30/11/17 O Conselho de Administração da BRF S.A. elegeu o engenheiro José Aurélio Drummond Jr. como novo CEO da companhia, no lugar de Pedro Faria, informou a empresa na quarta-feira (22). Drummond Jr. já atuou como executivo......

Voltar para Notícias (pt)