Notícias

Postado em 04 de Agosto de 2017 às 15h40

Volume de exportações de frango cresce 6% em julho; carne suína sobe 10% em receita

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) divulgou na quarta-feira (2) que as exportações brasileiras de carne de frango totalizaram 385 mil toneladas em julho, número que supera em 6,2% o total embarcado no mesmo período do ano passado, com 362,4 mil toneladas.

Segundo a entidade, trata-se do "primeiro saldo mensal positivo desde os equívocos ocorridos na divulgação da Operação Carne Fraca, ocorrida em março deste ano".

O resultado do mês também foi positivo em receita cambial. Ao todo, foram arrecadados US$ 619,2 milhões, saldo 2,7% superior aos US$ 603 milhões registrados em julho de 2016.

No acumulado do ano (janeiro-julho), o setor registra alta de 5,4% na receita cambial, com US$ 4,201 bilhões em 2017 - contra US$ 3,987 bilhões dos sete primeiros meses de 2016.

Já em volume, houve decréscimo de 4,6%, com 2,506 milhões de toneladas neste ano – em 2016, foram 2,628 milhões de toneladas.

“Emirados Árabes Unidos, Egito, Japão, México, Kwait, Angola e outros mercados contribuíram para o bom desempenho registrado neste mês (julho). Nossa expectativa é que o ritmo se mantenha nestes níveis até o fim de 2017, recuperando o setor exportador dos impactos negativos registrados ao longo do primeiro semestre”, disse em nota Francisco Turra, presidente executivo da ABPA.

Carne suína in natura
As exportações brasileiras de carne suína in natura registraram queda de 6,8% em julho na comparação com igual mês do ano passado. Ao todo, foram embarcadas 48,7 mil toneladas no mês passado, contra 52,2 mil toneladas de julho de 2016.

Já em receita houve incremento de 10%, com US$ 122,7 milhões, contra US$ 111,6 milhões de julho do ano passado.

O saldo das vendas nos sete primeiros meses do ano também foi positivo, chegando a US$ 863 milhões neste ano, ante US$ 685,2 milhões em 2016. No mesmo período, houve retração de 3,1% nos volumes embarcados, com 342,4 mil toneladas neste ano - no ano passado, foram 353,4 mil toneladas.

“Houve uma retração pontual nas importações de determinados mercados. A boa notícia veio de Hong Kong, que retomou suas importações em patamares razoavelmente elevados”, disse Ricardo Santin, vice-presidente de Mercados da ABPA, também em nota.

Fonte: Carnetec

Veja também

Lançamento da MercoAgro 2018 é marcado por otimismo; previsão de mais um pavilhão21/09/17 Faltando um ano para a MercoAgro 2018 (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne), 63% dos espaços já foram comercializados. O anúncio foi feito durante o lançamento oficial do evento no último dia 14 de setembro, em Chapecó (SC), que contou com empresários, expositores, apoiadores, autoridades e profissionais de......
Depoimento da Expositora Meyn - EXPOMEAT 201723/05/17 “Todos os anos a Meyn participa de alguma feira específica do setor. Nos últimos anos o mercado tem ofertado com uma quantidade mais do que suficiente de eventos, e isso naturalmente confunde expositores e visitantes, comprometendo o......
Grupo Marfrig é o mais novo associado da Abrafrigo20/03/18 Desde o último dia 13 de março, a Marfrig Global Foods S.A., segundo maior grupo do setor de processamento de carnes do Brasil e entre os três maiores do mundo, é a mais nova associada da Associação Brasileira de......

Voltar para Notícias (pt)