09 A 11
DE novembro DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 15 de Dezembro de 2020 às 11h20

Alegra eleva produção em 2020 apesar do coronavírus

Notícias do Setor (571)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A Alegra, processadora brasileira de carne suína, expandiu a produção em 2020 apesar dos impactos relacionados à...

A Alegra, processadora brasileira de carne suína, expandiu a produção em 2020 apesar dos impactos relacionados à covid-19, informou a empresa em comunicado no início do mês.

“Em comparação com 2019, nossa produção passou de 8 mil toneladas por mês para 9 mil toneladas. Em 2020, nossa planta foi certificada para abate de 3,5 mil suínos por dia”, disse o superintendente da Alegra, Matthias Rainer Tigges, em comunicado divulgado pela empresa.

“Além disso, começamos o ano com 1.500 funcionários e agora estamos com 1.660, fruto do projeto de crescimento.”

O mercado doméstico continua sendo o foco da companhia, que exporta 25% da produção. Em novembro, a empresa informou que chegou a perder 30% do mercado interno em abril, quando migrou para a exportação, diante dos impactos do coronavírus. A partir de maio, a empresa recuperou o faturamento.

No final deste ano, a empresa pretende apresentar novos produtos e conquistar consumidores.

“Nesse período, os clientes buscam algo novo, que saia do cardápio rotineiro, para surpreender e elaborar refeições especiais. Por isso, é um momento em que a indústria aproveita para dar foco em linhas premium, como a de temperados, que proporciona uma experiência nova ao consumidor”, disse Tigges.

A Alegra é a união das cooperativas de origem holandesa Frísia, Castrolanda e Capal, que constituem o grupo Unium.


Fonte: Carnetec

 

Veja também

FAO estima alta de 2,2% na produção global de carnes em 202122/06 A produção global de carnes em 2021 deverá somar 346 milhões de toneladas, alta de 2,2% em relação a 2020, refletindo recuperação na produção da China e expansões no Brasil, Vietnã, Estados Unidos e União Europeia, disse a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação......

Voltar para Notícias (pt)