EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 20 de Março de 2018 às 21h33

JBS é destaque em plataforma global que avalia risco ambiental das companhias

Divulgação / JBS

A JBS recebeu importantes reconhecimentos de suas práticas corporativas de sustentabilidade, de acordo com os critérios estabelecidos pela organização internacional CDP, anunciou a companhia recentemente. Na edição do programa CDP Supply Chain 2017, a empresa obteve destaque nos módulos Florestas e Água, alcançando a nota A- nas duas categorias.

“Esses reconhecimentos comprovam que seguimos avançando com nossa política e estratégia de sustentabilidade, em temas de grande relevância para a JBS. Ao longo dos últimos anos, a companhia fez investimentos significativos com o objetivo de melhorar nossos padrões de sustentabilidade, em toda a cadeia de produção, tanto na operação quanto junto aos nossos fornecedores”, disse o diretor de Sustentabilidade da JBS, Márcio Nappo, em nota.

A gestão da Sustentabilidade na JBS é feita com base em cinco temas estratégicos que orientam as operações globais da companhia: saúde e segurança no trabalho; bem-estar animal; gestão de recursos hídricos; qualidade e integridade do produto e mudanças climáticas.

O programa CDP Supply Chain permite que as empresas construam estratégias para o engajamento de seus fornecedores, com uma abordagem colaborativa, buscando o desenvolvimento sustentável da cadeia de valor. A avaliação ocorre por meio de convite às empresas fornecedoras, que respondem a um questionário sobre riscos e oportunidades associados às mudanças climáticas, segurança hídrica e ações de combate ao desmatamento.

A JBS obteve destaque no módulo CDP Supply Chain Florestas, que avalia informações da cadeia de fornecedores de commodities agrícolas (óleo de palma, soja, gado e madeira) em relação a políticas de ações que previnem o desmatamento associado aos produtos.

Já no CDP Supply Chain Água, a JBS se destacou por seu Programa de Gestão Sustentável de Água, criado para gerir e mitigar a exposição aos riscos hídricos, e pelas inúmeras iniciativas de melhorias de processos, redução do consumo de água e alternativas de reúso implantadas em suas unidades. Outro ponto de destaque é a estrutura de governança da empresa para tratar do tema, comandada por um Comitê de Sustentabilidade, formado pela alta liderança da companhia.

A metodologia de pontuação do CDP mostra o progresso de cada empresa em cada um dos temas avaliados, a partir de quatro categorias: divulgação dos dados (pontuação D- e D), conscientização (pontuação C- e C), gestão (pontuação B- e B), e liderança, caracterizada pela adoção das melhores práticas (pontuação A e A-).

O CDP é hoje uma das principais plataformas globais para o acompanhamento das políticas corporativas de sustentabilidade das grandes empresas. Seu conteúdo é utilizado como fonte de informação para o mercado financeiro internacional, com o intuito de avaliar o risco ambiental das companhias. Atualmente, mais de 5,6 mil organizações de todo o mundo reportam seus dados ao CDP.

Fonte: Carnetec

Veja também

Crise de escassez de milho não se repetirá em 201712/01/17Milho suficiente e a preços compatíveis para agroindústrias da carne e para os produtores rurais garante tranquilidade ao agronegócio de SC em 2017 O mercado agrícola catarinense não viverá, neste ano, o drama da escassez acentuada de milho e o encarecimento da produção de carnes que, em 2016, derrubou a rentabilidade das indústrias de processamento de aves e de suínos. O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), José Zeferino Pedrozo,......
BRF vai investir R$ 80 milhões em centro de distribuição no Paraná18/09/17 A BRF informou na quinta-feira (14) que vai investir R$ 80 milhões em um novo centro de distribuição em Londrina (PR), que irá colaborar para o atendimento de municípios do oeste paulista, sul de Mato Grosso do Sul e......

Voltar para Notícias (pt)