09 A 11
DE novembro DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 29 de Março às 17h45

Prime Cater apresenta linha Farmi de carnes orgânicas e naturais em porções

Releases da Feira (169)Notícias do Setor (571)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Conheça outras notícias do setor: www.carnetec.com.br A Prime Cater, empresa fundada em 2012 com o objetivo de fornecer carnes...

Conheça outras notícias do setor: www.carnetec.com.br

A Prime Cater, empresa fundada em 2012 com o objetivo de fornecer carnes sob medida para restaurantes e varejo, informou que acaba de lançar a linha Farmi de produtos orgânicos e naturais.

A empresa atende mais de 1.200 estabelecimentos e também o consumidor final por meio da marca 481 via e-commerce e loja própria, além do novo segmento de orgânicos e naturais.

Até o início de 2020, o food service ocupava 90% da atuação da Prime, enquanto as vendas on-line e o varejo correspondiam a 5% cada. Os planos de crescimento para os canais on-line e varejo foram antecipados devido à pandemia do coronavírus e, atualmente, já respondem respectivamente por 10% e 30% dos negócios, enquanto o food service fica com 60% da atuação da empresa.

Segundo a empresa, a estratégia de equilibrar a representatividade dos diversos canais de vendas está em plena fase de expansão. "Com a chegada da marca Farmi, a expectativa é crescer ainda mais em pontos de vendas físicos. Só no primeiro mês de abertura de vendas, a Farmi já pode ser encontrada em 120 butiques de carnes e a meta é conquistar mais espaços no varejo tradicional de supermercados", disse a Prime em nota.

Marcelo Shimbo, fundador e CEO da Prime Cater, atua na cadeia de produção de carnes há mais de 20 anos e vem acompanhando as mudanças no comportamento do consumidor, que hoje busca produtos de alta qualidade, orgânicos e naturais, sem abrir mão da praticidade. Foi então que teve a ideia de oferecer ao mercado uma linha prática em pequenas porções, que pudesse atender a essas exigências de quem está vivendo na agilidade e na dinâmica das cidades, mas busca o resgate dos valores do campo, da vida simples e do sabor da fazenda.

A nova linha chega com opções para o consumidor final, bem como para o setor de food service. Nas butiques especializadas e supermercados, será possível encontrar cortes naturais para churrasco, linha orgânica para o dia a dia e congelados. Para os restaurantes, a marca vai abastecer seus clientes com cortes que seguem as necessidades dos estabelecimentos dos mais variados tipos, como cortes para grelha e hambúrgueres com blends especiais.

Carnes premium
Todos os mais de 50 produtos da linha Farmi são elaborados com carnes selecionadas. Na linha Dia a Dia Orgânica, os produtos, além de divididos em pequenas porções, são embalados em bandejas hermeticamente fechadas na fábrica, o que garante o frescor e traz praticidade e segurança para quem busca um produto sustentável para alimentação da família.

Entre os cortes, estão estrogonofe de filé mignon, picadinho, bifes e carne moída. Já os produtos orgânicos congelados da Farmi, que foram feitos para crianças, chegam em itens como minialmôndegas, mini-hambúrgueres e o tradicional Hambúrguer do Fazendeiro, feito com um blend exclusivo de cortes orgânicos.

Já para os churrasqueiros, a empresa oferece os cortes mais tradicionais, como picanha e bife ancho, oriundos de gado angus e hereford, criados 100% soltos em pastagens do Uruguai.

Segundo o fundador da empresa, que acompanha toda a cadeia de produção do pasto à mesa, a ideia de criar a Farmi foi exatamente ocupar um nicho de mercado que tem ganho relevância no país, o das comidas sustentáveis, bem como entregar produtos com a cara do consumidor. “Desenvolvemos um amplo trabalho consultivo antes da venda do produto em si. Assim, podemos atender às necessidades de cada cliente de maneira personalizada”, disse Marcelo Shimbo na mesma nota.

“Desenvolvemos parcerias com criadores e frigoríficos que entenderam as especificações da Farmi. Assim, podemos produzir uma linha completa de produtos naturais, do dia a dia ao churrasco, seguindo as boas práticas de bem-estar animal... Para a linha orgânica, estabelecemos uma parceria com fornecedores que possuem, além do processo natural e boas práticas de bem-estar animal, certificados de rigorosos protocolos de carne orgânica e de que [os animais] nunca recebem nenhum tipo de antibiótico”, disse Shimbo.

Além das fazendas, os frigoríficos precisam ser certificados. A empresa passa ainda por auditorias realizadas pelo IBD, certificador responsável por fazer este processo no Brasil. São verificados os procedimentos de recebimento de matéria-prima certificada, análise do ambiente de produção, estocagem, transporte, limpeza e a desinfecção das instalações, com rigorosas restrições com relação aos desinfetantes permitidos pela certificação orgânica.
 

Veja também

Exportações do agronegócio em março atingem recorde para o mês23/04 As exportações do agronegócio alcançaram US$ 11,6 bilhões em março, valor recorde para o mês e que representa uma alta de 28,6% em relação ao mesmo período de 2020, segundo análise da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com base nos dados do Ministério da Economia. No acumulado de janeiro a......

Voltar para Notícias (pt)