Notícias

Postado em 08 de Janeiro às 16h39

Animadores os primeiros embarques de frango de 2019

Nome Categoria (67)

Os números ontem divulgados tendem a uma diluição à medida que o mês avança, pois, normalmente, os valores iniciais trazem embutidos dados não contabilizados do mês anterior. Ainda assim, os primeiros embarques de carne de frango de 2019 apresentam resultados animadores.

Em outras palavras, ainda que sofram alguma redução no decorrer do período, os resultados dos três primeiros dias úteis de 2019 dão lugar ao otimismo, porquanto janeiro, com 22 dias úteis, está entre os meses mais longos do corrente exercício (acima dele, só os 23 dias úteis de julho e outubro; e igual a ele só os 22 dias úteis de agosto).

Não só isso. Porque a média diária registrada na semana, ainda que artificialmente inflada, coloca-se como um recorde no setor. Assim, ainda que não se mantenha no nível atual, tende a superar o que foi registrado em, pelo menos, cinco dos meses anteriores.

É prematura uma conclusão do gênero, mas, projetada a média diária do momento para a totalidade do mês, chega-se a volume não muito distante das 450 mil toneladas – de produto in natura, exclusivamente. O que, se for confirmado, corresponderá ao maior embarque mensal não apenas do mês de janeiro, mas de toda a história do setor (o atual recorde mensal foi registrado em julho do ano passado, quando os embarques do produto in natura – dados da SECEX/MDIC – superaram ligeiramente as 438 mil toneladas).

De negativo, por ora, apenas o preço médio alcançado neste início de 2019 – US$1.554,52/t. Porque esse valor se encontra 2,8% abaixo dos US$1.599,86/t registrados no fechamento de 2018. Em contrapartida, supera em 2% os US$1.524,48/t de janeiro do ano passado além de se colocar como o terceiro melhor preço dos últimos 13 meses. 

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Veja também

COM INVESTIMENTOS DE R$ 330 MILHÕES SEGUNDA LINHA DA UNITÁ COMEÇA O ABATE DE FRANGO15/01 A Central Unitá já colocou em operação a 2ª linha de abate do frigorífico de aves, localizado em Ubiratã. A indústria que trabalhava com a capacidade de 180 mil cabeças por dia, passou a abater 230 mil aves, com a previsão de aumentar para 280 mil neste primeiro semestre. O projeto é para abater 380 mil até o início de......

Voltar para Notícias (pt)