Notícias

Postado em 12 de Janeiro de 2018 às 10h51

Cepea vê alta de até 1,57% na demanda doméstica por carne de frango em 2018

EXPOMEAT 2019 A produção de carne de frango brasileira deve crescer 3,34% e a demanda doméstica pode subir entre 1,32% e 1,57% em 2018, segundo cálculos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada...

A produção de carne de frango brasileira deve crescer 3,34% e a demanda doméstica pode subir entre 1,32% e 1,57% em 2018, segundo cálculos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, apresentados nesta semana.

As projeções levam em consideração as estimativas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Banco Central do Brasil (BC) e apontam para aumento da oferta interna do produto.

Considerando o cenário mais conservador, de crescimento de 0,62% da economia no ano, o excedente de carne de frango para exportação teria aumento de 7,4% ante 2017.

“Esse cenário mostra que, novamente, o setor vai depender fortemente das exportações e reforça a necessidade de a avicultura nacional seguir cumprindo os requisitos sanitários exigidos por importantes demandantes internacionais”, informou o Cepea em nota. “Caso todos os excedentes sejam absorvidos pelo mercado internacional, o volume corresponderia a 34,5% da produção nacional.”

Num cenário mais otimista, de crescimento de 2,53% do PIB, os excedentes para exportação teriam crescimento de 6,91%.

A maior demanda esperada pela China pode ajudar a absorver o excedente de carne de frango estimado para o mercado brasileiro neste ano. Além disso, o Brasil tem vantagem competitiva no mercado internacional já que nunca registrou caso de influenza aviária, ao contrário de muitos concorrentes.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) estimou no final de 2017 que as exportações de carne de frango devem crescer entre 1% e 3% em volume em 2018, com recuperação dos níveis de embarques para a União Europeia, de mercados do Oriente Médio e da China. Já a produção deve crescer de 2% a 4%, segundo a entidade.

No mercado doméstico, a recuperação da economia tende a favorecer o crescimento do consumo, segundo os pesquisadores do Cepea, apesar do esperado crescimento nos custos de produção.

Fonte: Carnetec

Veja também

JBS, Minerva e Marfrig retomam operações em unidades de abate20/04/17 A Minerva irá retomar as atividades na sua unidade de abate de bovinos em Várzea Grande (MT) na próxima segunda-feira (24), mesmo dia em que a JBS volta a operar normalmente em seis unidades que estavam paradas por férias coletivas, confirmaram as assessorias de imprensa das companhias à CarneTec na quarta-feira (19). Os funcionários da unidade de Várzea Grande......
Ministra se reúne com produtores de camarão19/02 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) continua viagem de trabalho pelo Nordeste, em Pendências (RN), na Fazenda Potiporã, a de maior produção de camarão do país. Em 2015, a......
Brasil deve elevar produção de carnes em quase 30% até 202823/07/18 O Brasil deverá elevar a produção de carnes de 27 milhões de toneladas por ano para 35 milhões de toneladas em 2028, um aumento de 29,6%, disse o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, na......

Voltar para Notícias (pt)