EXPOMEAT
de 15 a 17 de Março de 2022

Das 14h às 20h
Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 02 de Março às 10h17

Marfrig anuncia parceria inédita para acelerar sustentabilidade na cadeia de carne bovina

Notícias do Setor (668)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A Marfrig anunciou na quarta-feira (24) a assinatura com o &Green de um acordo de financiamento no valor de US$ 30 milhões que engloba...

A Marfrig anunciou na quarta-feira (24) a assinatura com o &Green de um acordo de financiamento no valor de US$ 30 milhões que engloba compromissos de retornos ambientais expressivos e alinhados ao Programa Verde+, desenvolvido em parceria com a IDH. Em dez anos, o montante será investido em uma cadeia de fornecimento de gado livre de desmatamento na Amazônia e no Cerrado.

O &Green é um fundo de investimento com foco global que financia a produção de commodities sustentáveis de forma a proteger as florestas tropicais. Já a IDH, Iniciativa para o Comércio Sustentável, é uma fundação público-privada holandesa focada no apoio à construção de cadeias produtivas sustentáveis.

O plano de ação prevê a inclusão de fornecedores indiretos, rastreabilidade do gado e redução dos riscos de desmatamento na Amazônia e Cerrado. A operação faz parte dos amplos esforços da Marfrig para desvincular seus produtos do desmatamento.

“Estamos dando um passo muito importante com a contribuição do &Green”, disse Paulo Pianez, diretor de sustentabilidade e comunicação da Marfrig, em nota. "Este investimento irá impulsionar uma série de ações que visam equilibrar a produção e a conservação, sempre sob a perspectiva da inclusão dos pecuaristas."

“Com essa transação, a Marfrig está enviando um progressivo sinal do mercado para o restante do setor, principalmente em um momento em que o desmatamento está aumentando. A inclusão de fornecedores indiretos no combate ao desmatamento ilegal e transformação, em escala, do setor ainda não tinha sido feita até momento e é crítica para convencer os pecuaristas e possibilitar a transição para práticas de pecuária sustentáveis e proteção ambiental", disse Daan Wensing, CEO da IDH, na mesma nota.

“Eliminar o desmatamento em toda a cadeia produtiva, tanto na Amazônia quanto no Cerrado, é um importante desafio para o setor pecuário, visando proteger áreas florestais importantes em Mato Grosso e outras regiões”, disse Nanno Kleiterp, presidente do Conselho de Administração do &Green, também no mesmo comunicado. “O &Green está apoiando a Marfrig neste desafio, com um mecanismo de financiamento inovador que pode servir como um modelo para os investidores ajudarem grandes empresas a transformarem suas cadeias de fornecimento de forma sustentável e contribuírem para os esforços globais de proteção florestal.”

Fornecedores indiretos
A pecuária é vista como um dos setores que mais impacta a perda de vegetação nativa no Brasil. Além de seus esforços para engajar os fornecedores diretos na Amazônia desde 2009, a Marfrig agora quer abordar os problemas que resultam da não inclusão dos fornecedores indiretos em seus sistemas de gestão.

Com o investimento do &Green, a Marfrig vai expandir seu sistema de monitoramento para incluir fornecedores indiretos, muitas vezes localizados em áreas mais remotas e vulneráveis ao desmatamento – uma ambição que ainda não foi alcançada no Brasil em escala significativa até o momento, segundo a companhia.

A Marfrig vai estabelecer um mecanismo de rastreabilidade para garantir a conformidade com a legislação brasileira, bem como com os requisitos ainda mais rígidos de não desmatamento da própria empresa.

A iniciativa também inclui a conservação de florestas, restauração florestal ou compensação pela perda de vegetação nativa e um melhor uso das áreas de baixa produtividade.

Os fornecedores indiretos e, especificamente, os pequenos produtores também serão beneficiados pela Marfrig tendo acesso facilitado a financiamento e assistência técnica para que possam atender às políticas de compra da empresa.

"A Marfrig já começou a trabalhar com as principais partes interessadas, entre elas pecuaristas, agências governamentais e ONGs locais e internacionais, para desenvolver e pilotar as inovações necessárias para cumprir sua ambiciosa transformação", disse a empresa. Por exemplo, a Marfrig apoia o Programa de Produção Sustentável de Bezerros, implantado pela IDH no Vale do Juruena, em Mato Grosso, desde 2019. Os bezerros fazem parte de um sistema rastreabilidade inovador que utiliza, além dos tradicionais brincos de identificação, também a tecnologia blockchain desde o nascimento. Um dos principais objetivos do apoio da Marfrig ao programa é avaliar o modelo de negócio, considerando a expansão do programa para outras regiões com maior risco de desmatamento.

Em última análise, as conquistas viabilizadas com a implementação do plano de ação permitirão a aquisição de gado livre de desmatamento, nos termos do Transition Bond, de US$ 500 milhões emitido pela empresa para o mercado de capitais global em 2019, e contribuirão para a estratégia “Produzir - Conservar - Incluir” do estado de Mato Grosso, que visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa, acabando com o desmatamento insustentável.

O plano de ação é resultado de esforços coordenados entre a consultoria de investimentos do &Green, a Sail Ventures, mais a Marfrig e a IDH. "Estamos entusiasmados em ajudar a Marfrig a concretizar estas importantes ambições", disse Gustavo Oubinha, diretor de Investimentos da Sail Ventures para o Brasil. “Colocamos em prática um plano realista, através do qual podemos responsabilizar a empresa, e estabelecemos um mecanismo transparente para relatar sucessos e aprendizados a todas as partes interessadas.”



Fonte: Carnetec

Veja também

BRF anuncia novas unidades habilitadas a exportar à África do Sul05/05 A BRF conquistou habilitação para mais duas unidades produtivas exportarem para a África do Sul, informou a companhia na quarta-feira (28). As plantas de Lucas do Rio Verde (MT) e de Lajeado (RS) receberam autorização para exportar suínos e frangos, respectivamente. Com as duas, já são 20 unidades da BRF habilitadas a exportar para o país africano......
Mercado de suínos aquecido e com cotações subindo27/10/20 As cotações no mercado de suínos continuaram em ascensão ontem, terça-feira (20). De acordo com análise do Cepea/Esalq, a oferta ainda restrita de animais em peso ideal para abate e o incremento na demanda por parte......

Voltar para Notícias (pt)