EXPOMEAT
de 15 a 17 de Março de 2022

Das 14h às 20h
Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 27 de Janeiro às 11h05

Pif Paf conquista Selo Mais Integridade do Mapa pelo 3º ano consecutivo

Notícias do Setor (668)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A Pif Paf Alimentos recebeu novamente o Selo Mais Integridade, uma certificação do Ministério da Agricultura, Pecuária...

A Pif Paf Alimentos recebeu novamente o Selo Mais Integridade, uma certificação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que reconhece as boas práticas de gestão, ética e sustentabilidade das companhias brasileiras do agronegócio, informou a empresa na segunda-feira (25).

Este é o terceiro ano consecutivo em que a Pif Paf recebe a premiação, representando os setores de aves e suínos do país. Dessa forma, segue autorizada a utilizar o Selo 2020/21 nas embalagens de seus produtos, também ao longo de 2021. Desta vez, a premiação foi conferida a apenas 20 empresas brasileiras do agronegócio, em lista divulgada no último dia 18 de janeiro.

Para a Pif Paf, trata-se de um novo atestado da qualidade do trabalho realizado por toda a equipe. Segundo o CEO da companhia mineira, Rodrigo Alves Coelho, a empresa começou com essa jornada há muitos anos, implementando comitês de ética e compliance, canais de denúncia, código de conduta e tantas outras práticas de ética e de governança.

"Temos o Conselho de Administração, toda a diretoria executiva e as lideranças alinhados em prol de um processo muito robusto para garantir a sustentabilidade e competitividade, com ética e integridade. Isso mostra que é possível ter empresas que realmente entregam valor para todos os envolvidos, seja a comunidade, seja o meio ambiente, os acionistas e os colaboradores”, disse Coelho em nota.

De acordo com a Portaria nº 61 do Mapa, de 20 de fevereiro de 2020, publicada no Diário Oficial da União, para conseguir a certificação, é preciso comprovar a implementação de programa de Compliance, de código de ética e conduta, de canais de denúncias e consolidar esta cultura internamente.

Além disso, as obrigações trabalhistas precisam ser cumpridas rigorosamente, assim como as práticas devem estar em consonância com as metas para o Desenvolvimento Sustentável das Organizações das Nações Unidas (ONU), entre outras exigências. A documentação dos interessados é analisada pelo Comitê Gestor do Selo, composto por representantes de instituições públicas e privadas.

O Selo Mais Integridade é de uso restrito, registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). É estampado nas embalagens dos produtos, a fim de diferenciar as empresas e entidades do agronegócio que desenvolvem boas práticas de governança e gestão, ética e sustentabilidade, capazes de minimizar riscos de ocorrência de desvios de conduta e de fazer cumprir a legislação, em especial a Lei Anticorrupção (Lei nº 12.846, de 1º de agosto de 2013).

As empresas certificadas podem utilizar o selo, que é validado pelo Instituto Ethos de Responsabilidade Social, pelo período de um ano. Em sua primeira edição, em 2018, apenas 11 companhias brasileiras foram certificadas. Em 2019, o número chegou a 15, sendo que nove conquistaram a renovação, entre elas a Pif Paf.

Fonte: Carnetec


 

Veja também

Alegra espera faturar R$ 800 milhões em 202004/11/20 A processadora de carne suína Alegra espera fechar 2020 com um faturamento de R$ 800 milhões, informou a empresa localizada em Campos Gerais (PR). O superintendente da Alegra, Matthias Rainer Tigges, disse que a pandemia de covid-19 não afetou os planos de crescimento da empresa. “Em abril, nós perdemos 30% do mercado interno, mas migramos para a exportação......

Voltar para Notícias (pt)