EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 22 de Março às 17h40

Seara entra no segmento de peixes e frutos do mar

Releases da Feira (170)Notícias do Setor (642)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A Seara informou nesta semana que ampliou sua oferta de proteína ao consumidor ao entrar no segmento de peixes e frutos do mar. Em meio...

A Seara informou nesta semana que ampliou sua oferta de proteína ao consumidor ao entrar no segmento de peixes e frutos do mar. Em meio à quaresma, período em que, tradicionalmente, tais proteínas estão mais presentes nas mesas dos brasileiros, a marca traz dez novas opções de produtos, que estarão disponíveis em todo o território nacional já neste primeiro trimestre.

O portfólio é composto por Filé de Tilápia, Salmão em Pedaços e Lombo de Salmão, que possuem certificado ASC, atestando a sustentabilidade da cadeia produtiva e a rastreabilidade desde a origem. Também compõem a linha o Kit Paella, Mexilhão, Anéis de Lula e quatro opções de Camarão, sendo uma delas empanada.

A linha conta com uma seleção de peixes e frutos do mar congelados um a um, o que possibilita ao consumidor usar apenas o que precisar e guardar o restante para outro momento, garantindo a qualidade e a preservação do sabor e as características nutricionais. Além disso, todos os SKUs são reconhecidos pelo alto valor nutritivo e elevado nível de saudabilidade, segundo a empresa.

Sandro Facchini, diretor do negócio de Pescados da Seara, afirmou que a escolha de entrada neste setor se deu pelo crescente consumo desse tipo de proteína no Brasil, trazendo uma oportunidade de ampliar o portfólio da marca no setor de alimentos, segundo ele, um dos mais inovadores e completos do mercado.

“Com os lançamentos, o objetivo é se firmar no mercado como a principal empresa de pescados no Brasil. Usaremos toda a estrutura logística e comercial da companhia para chegarmos à mesa dos brasileiros com produtos certificados e que reúnam os atributos característicos da marca, como qualidade, inovação, saudabilidade e sustentabilidade”, disse o executivo.

Fonte: CarneTec

Foto: Divulgação

Veja também

Exportação de carne suína aumenta 40% e mantém rendimento de indústrias durante pandemia19/01 A pandemia da Covid-19 trouxe para o setor alimentício, o desafio da realocação de vendas e destino de produtos. Com uma alta de 40,4%, a exportação de carne suína foi uma das soluções encontradas pelas indústrias para manter os rendimentos. Foram 853,4 mil toneladas que seguiram rumo a outros países, de acordo com levantamentos feitos pela......

Voltar para Notícias (pt)