Notícias

Postado em 20 de Dezembro de 2017 às 11h37

Abates de bovinos em MT sobem 29% no 3º trimestre

EXPOMEAT 2019 Os abates de bovinos em Mato Grosso, estado com o maior rebanho brasileiro, subiram 29,3% no terceiro trimestre, na comparação com o trimestre imediatamente anterior, para 363,6 mil toneladas, informou o Instituto...

Os abates de bovinos em Mato Grosso, estado com o maior rebanho brasileiro, subiram 29,3% no terceiro trimestre, na comparação com o trimestre imediatamente anterior, para 363,6 mil toneladas, informou o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) em relatório publicado em seu site na segunda-feira (19).

“Além dos avanços de produção neste trimestre, vale destacar a produtividade durante este período, visto que tanto no Brasil quanto em Mato Grosso foram batidos recordes”, informou o Imea.

O Imea calcula que a média de proteína gerada pelos bovinos no Brasil no 3º trimestre foi de 252,92 quilos/cabeça, enquanto em Mato Grosso ficou em 274,39 kg/cab, alcançando os maiores valores já registrados na história.

“Este bom desempenho demonstra que os avanços tecnológicos dentro da porteira da pecuária não foram interrompidos pelos problemas fora da porteira e que Mato Grosso continua na vanguarda deste avanço”, disse o Imea.

O aumento dos abates em MT, e no Brasil, sinaliza recuperação da atividade de frigoríficos, afetados mais cedo neste ano pelos efeitos da Operação Carne Franca, que reduziu temporariamente as demandas de países importadores no primeiro semestre.

Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que os abates de bovinos no Brasil aumentaram 7,6% no terceiro trimestre, para 7,98 milhões de cabeças, na comparação com o segundo trimestre. Em relação ao terceiro trimestre de 2016, a alta foi de 9%.

Mato Grosso elevou os abates em 173,06 mil cabeças, maior crescimento entre os estados produtores, e foi responsável por 16,6% do total abatido no país.

No segundo trimestre, os abates de bovinos no Brasil tinham somado 7,42 milhões de cabeças, queda de 3,1% ante o mesmo período de 2016 e leve alta de 0,3% ante o primeiro trimestre, segundo o IBGE.

Fonte: Carnetec

Veja também

GESTÃO OPERACIONAL JUNTO A CADEIA PRODUTIVA DA CARNE BOVINA BRASILEIRA03/07 Você profissional que trabalha junto ao negócio carne bovina no Brasil, precisa entender de forma simples, clara e objetiva quais são as mudanças que vem acontecendo nos últimos anos junto a gestão do negócio e que tem um impacto direto no resultado do setor, e faz a diferença quando o assunto é o RESULTADO. O curso esta no formato EAD e é......
Maria Antônia: uma vida dedicada ao fortalecimento da indústria da carne01/11/16 SINDICARNES APOIA EXPOMEAT Não basta para algumas pessoas estudar, trabalhar, desenvolver uma carreira profissional, empreender. É preciso mais. A empresária e jornalista Maria Antônia Siqueira Ferreira, mãe,......

Voltar para Notícias (pt)