Notícias

Postado em 23 de Julho às 23h04

Brasil deve elevar produção de carnes em quase 30% até 2028

Nome Categoria (14)
EXPOMEAT 2019 O Brasil deverá elevar a produção de carnes de 27 milhões de toneladas por ano para 35 milhões de toneladas em 2028, um aumento de 29,6%, disse o ministro da Agricultura, Pecuária e...

O Brasil deverá elevar a produção de carnes de 27 milhões de toneladas por ano para 35 milhões de toneladas em 2028, um aumento de 29,6%, disse o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, na segunda-feira (23).

“Nós podemos crescer esses volumes sem necessidade de entrar em novos desmatamentos”, disse Maggi durante o evento Global Agribusiness Forum, em São Paulo, que está sendo transmitido via internet.

Maggi disse que a expansão da produção seria alcançada sem desmatamentos além daqueles já permitidos em legislação.

As exportações brasileiras de carne deverão subir para cerca de 8,8 milhões de toneladas em 2028, ante atuais 6,5 milhões, disse Maggi.

As estimativas de crescimento da produção e exportação foram realizadas com base em dados da Embrapa.

Por Anna Flávia Rochas

Fonte: Carnetec

Veja também

BTA ADITIVOS vai expor seus principais produtos na feira EXPOMEAT17/01/17   Com mais de 10 anos de experiência no fornecimento e produção de aditivos e saneantes para indústria alimentícia, a BTA possui infraestrutura de uma fábrica localizada em Xanxerê (SC), filial em Guaramirim (SC) e dois escritórios comerciais, um em Jaraguá do Sul (SC) e outro em Reus, ao sul da cidade de Barcelona, na Espanha. É uma......
Abate de suínos e bovinos sobe no 1º tri; de frangos cai23/06 Os abates de bovinos e suínos no Brasil cresceram no primeiro trimestre do ano, ante o mesmo período do ano passado, enquanto o abate de frangos teve queda, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística......
Crise de escassez de milho não se repetirá em 201712/01/17Milho suficiente e a preços compatíveis para agroindústrias da carne e para os produtores rurais garante tranquilidade ao agronegócio de SC em 2017 O mercado agrícola catarinense não viverá, neste ano, o drama da escassez acentuada de milho e o encarecimento da produção de carnes que, em 2016, derrubou a rentabilidade das indústrias de processamento de aves e de......

Voltar para Notícias (pt)