Notícias

Postado em 18 de Setembro de 2017 às 09h42

Brasil precisa ampliar exportações de carne bovina para a Rússia, diz Abrafrigo

EXPOMEAT 2019 Segundo nota divulgada pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) na sexta-feira (15), durante muito tempo a Rússia figurou na primeira colocação como o maior importador da...

Segundo nota divulgada pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) na sexta-feira (15), durante muito tempo a Rússia figurou na primeira colocação como o maior importador da carne bovina brasileira, porém, nos últimos anos, os negócios foram declinando e a China assumiu esta posição.

Aproveitando a participação brasileira na World Food Moscow 2017, realizada na semana passada, o presidente executivo da Abrafrigo, Péricles Salazar, manteve encontros com Sergey Yushin, presidente da Associação Nacional da Carne da Rússia, com a finalidade de ampliar as habilitações dos médios frigoríficos brasileiros para que estes também possam exportar para aquele mercado.

Em 2014, por exemplo, a Rússia importou 314.878 toneladas de carne bovina, ou 20,4% do total exportado pelo Brasil naquele ano. Em 2016, essas compras caíram para 138.784 toneladas e, em 2017, atingiram até agosto 103.445 toneladas, ou 11% da movimentação total.

“Desse encontro ficou claro que existem restrições de ambos os lados, do governo russo e do brasileiro, para a ampliação dos negócios e que os países precisam voltar a conversar para se chegar a um acordo”, disse Salazar na nota. “Há muita boa vontade na Rússia para com o produto brasileiro, mas, no momento, eles não estão habilitando mais ninguém para exportação por meio do seu Serviço Veterinário. O nosso governo precisa urgentemente voltar a conversar para verificar as arestas que impedem a elevação das vendas e mesmo as demandas russas sobre o tema”, concluiu o dirigente.

Fonte: Carnetec

Veja também

JBS espera forte desempenho para operações de bovinos nos EUA em 201714/03/17 A JBS espera que seus negócios de carne bovina nos Estados Unidos tenham margens acima do verificado nos últimos anos em 2017, como resultado da recuperação do ciclo de bovinos na região e aumento das exportações, informaram executivos da companhia em teleconferências na terça-feira (14). “Vamos ver nos EUA margens que não vimos nos......
Frigorífico de suínos da Aurora completa 25 anos18/12/17 A unidade industrial de suínos FACH1 - sigla que identifica o Frigorífico Aurora Chapecó 1 –, em Chapecó (SC), completou nesta semana 25 anos de funcionamento. A unidade pertence à Cooperativa Central Aurora Alimentos,......

Voltar para Notícias (pt)