Notícias

Postado em 02 de Agosto às 22h52

Exportação de carne de frango é recorde em julho; suína in natura sobe 17%

Nome Categoria (6)
EXPOMEAT 2019 As exportações brasileiras de carne de frango (in natura e processada) subiram 20,6% em julho, na comparação com mesmo mês do ano passado, para 463,1 mil toneladas, o maior volume já...

As exportações brasileiras de carne de frango (in natura e processada) subiram 20,6% em julho, na comparação com mesmo mês do ano passado, para 463,1 mil toneladas, o maior volume já registrado pelo setor, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

“O número de exportações em patamar recorde é consequência direta do restabelecimento dos níveis dos embarques nos portos após o fim dos bloqueios nas estradas, bem como da normalização do fluxo de dados no novo sistema de coleta de informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic)”, disse o presidente da ABPA, Francisco Turra, em nota.

A receita com as vendas externas de carne de frango em julho somou US$ 711,6 milhões, alta de 15,7% ano-a-ano.

De janeiro a julho, as exportações somam 2,3 milhões de toneladas, 8,2% abaixo do registrado nos primeiros sete meses de 2017. Em receita, as vendas externas de janeiro a julho caíram 12,4%, para US$ 3,675 bilhões.

Carne suína - As exportações de carne suína in natura também aumentaram em julho, em 17,1%, para 57 mil toneladas. A receita somou US$ 105,8 milhões, queda de 13,8% na comparação anual.

No acumulado do ano até julho, as exportações somam 293,7 mil toneladas (-14,2%) e US$ 619,3 milhões (-28,2%).

“O comportamento visto nas exportações de carne suína é influenciado pelos mesmos fatores registrados da carne de frango. Ao mesmo tempo, perduram as fortes compras de produtos pelos chineses, reduzindo os impactos do embargo russo ao setor brasileiro”, disse o diretor executivo da ABPA, Ricardo Santin.

Por Anna Flávia Rochas

Fonte: Carnetec

Veja também

Pescado está entre os itens do agronegócio mais importados pelo Brasil em 201627/01/17 O Brasil continua a ser um excelente cliente para os exportadores de pescado mundo afora. Embora os dados do sistema AgroStat (Mapa) compilados pela Seafood Brasil mostrem uma leve diminuição na receita com compras no exterior em 2016 ante o ano......

Voltar para Notícias (pt)