Notícias

Postado em 21 de Setembro às 06h00

Novo selo de qualidade de carne da raça nelore certifica primeira marca

Nome Categoria (14)

Nelore do Golias é a 1ª a receber o selo
A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) certificou, no início de setembro, a primeira marca de carne nelore do seu novo programa de qualidade, oficializado pela Plataforma de Qualidade da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), de acordo com as normas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Trata-se da carne Nelore do Golias, do criatório de mesmo nome, produzida de acordo com os padrões preestabelecidos e sob supervisão da ACNB.

“Essa certificação é mais uma iniciativa da ACNB visando a promoção e a valorização da carne nelore. Nosso objetivo é apoiar e dar visibilidade aos projetos de qualidade da carne de animais da raça já existentes no país, além de incentivar a criação de novas iniciativas”, disse em comunicado Nabih Amin El Aouar, presidente da ACNB.

O Nelore do Golias foi o primeiro projeto pecuário certificado por esse novo selo e, segundo o dirigente, outros serão avaliados. “Há mais de 15 anos trabalhamos na certificação, com o Programa de Qualidade Nelore Natural, em parceria com a Marfrig, projeto que, inclusive, está em expansão. Também com a Marfrig estudamos a viabilidade de certificação de determinadas linhas de produtos com esse novo selo. Com isso, chancelamos produtos diferenciados, que contribuem para fortalecer a oferta de carne nobre, que agrada ao paladar e atende os consumidores mais exigentes.”

Abate e desossa
O abate e a desossa do primeiro lote de carne Nelore do Golias com o selo da ACNB foram realizados na unidade da Frigol, em Lençóis Paulista (SP). O lote teve 43 fêmeas nelore. A supervisão foi do especialista Roberto Barcellos, para quem os cortes apresentaram “excelente acabamento de gordura e peso, com cortes de escore surpreendente em termos de marmoreio (gordura entremeada), mostrando mais uma vez que o nelore possui capacidade de produzir uma carne diferenciada, também no que diz respeito a marmoreio”, destacou Barcellos.

O lote de carne Nelore do Golias – incluindo picanha, fraldinha, alcatra, filé de costela, maminha, contrafilé com osso – foi comercializado em boutiques e casas de carnes especiais de São Paulo, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto, Botucatu e Araçatuba.

Para Luciano Pascon, CEO da Frigol, a carne Nelore do Golias é mais um exemplo de que a raça nelore tem totais condições de expandir sua atuação nesse nicho de mercado de alto valor agregado. “O nelore é a base da nossa pecuária e do rebanho nacional. Além de estar presente na base genética de cruzamentos com outras raças para produção de carne superior, também tem qualidade própria”, disse Pascon no mesmo comunicado da ACNB.

Locateli (ACNB): Nelore também pode ter marmoreio na carne (Fotos: Divulgação)

“Com o Programa Nelore Natural, o Circuito Nelore de Qualidade e, agora, o primeiro abate do Selo Garantia de Origem Nelore, estamos comprovando na prática que, a partir da seleção genética, nutrição, sanidade e manejo, a raça está se inserindo cada vez mais no nicho de mercado da carne premium, o que mais cresce no país. O trabalho desenvolvido pelo Nelore do Golias demonstra que o nelore pode ter também marmoreio na carne – esta característica pode ser selecionada por criadores que tenham interesse em atender a este nicho de mercado. Estamos ingressando em uma nova fase, que contribuirá para a valorização da genética e da qualidade da carne nelore no país”, ressaltou André Locateli, gerente executivo da associação.

Mais informações: www.nelore.org.br e no telefone (11) 3293-8900.

Fabio Almeida (Nelore do Golias) e Nabih Amin El Aouar (pres. da ACNB) na assinatura do acordo para a certificação

Fonte: Carnetec

Veja também

Receita com vendas externas de carne suína cresce 16% no ano08/12/17 Com mais milho disponível no mercado, a suinocultura brasileira teve à disposição insumos mais baratos para um ano de retomada, segundo o relatório técnico da Expedição Suinocultura. O setor deve fechar 2017 com desempenho positivo principalmente em renda. Segundo o documento, somente a receita com exportação vai crescer 15,9%, passando de US$ 1,4......

Voltar para Notícias (pt)