Notícias

Postado em 05 de Fevereiro às 18h28

Redução da dose da vacina contra aftosa valerá a partir de maio

Nome Categoria (59)

Com a mudança de 5 ml para 2 ml, a expectativa é de que diminua a ocorrência de reação nos animais

A vacina contra a febre aftosa vai ter sua dose reduzida de 5 ml para 2 ml na primeira etapa de vacinação de bovinos e bubalinos, que será realizada a partir de maio, na maioria dos estados brasileiros. Diego Viali dos Santos, chefe da Divisão de Febre Aftosa e outras Doenças Vesiculares (Difa) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), lembra que nessa primeira etapa de vacinação do ano, a grande maioria do país vai imunizar todo o rebanho, conforme calendário de vacinação disponível no site do Mapa.

Apenas no Acre, Espírito Santo e Paraná a dose será aplicada apenas em animais jovens (de até 24 meses de idade). O estado do Amapá, devidos a suas condições peculiares, realiza a vacinação anualmente somente no segundo semestre. A mudança da dose está prevista no Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), que deverá culminar com a retirada total da vacinação no país prevista até 2021.

A expectativa de Diego Viali dos Santos é de que com a redução da dosagem, ocorram menos reações nos animais (caroços, inchaço). Além disso, com frascos menores, as vacinas ocuparão menos espaço, facilitando o transporte e reduzindo o custo de refrigeração. “Os laboratórios produtores possuem estoque suficiente do novo produto para atender à demanda dos criadores”, afirmou.

O ministério preparou um manual para fiscalização do comércio de vacinas contra a febre aftosa, atualizando a publicação de 2005. A versão digital, contendo orientações aos Serviços Veterinários Estaduais e aos distribuidores sobre a qualidade exigida ao produto deverá ser disponibilizada nesta semana.

Cuidados com as vacinas
Compre as vacinas somente em lojas registradas.
Verifique se estão na temperatura correta: entre 2° C e 8° C.
Para transportá-las, use uma caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre.
Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação. Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Mas lembre-se: só vacine bovinos e búfalos.

Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas na caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. A higiene e a limpeza são fundamentais para uma boa vacinação.

Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 2 ml.

O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele. Aplique com calma.

Lembre de preencher a declaração de vacinação e entregá-la no serviço veterinário oficial do seu estado juntamente com a nota fiscal de compra das vacinas.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele

Veja também

Prêmio CARNE FORTE reconhece os melhores da cadeia produtiva de proteína animal 09/05/17 Premiação acontecerá na EXPOMEAT e promete se tornar um referencial de boas práticas no processamento de proteína animal da América Latina O Prêmio CARNE FORTE vem para se tornar um reconhecimento anual da EXPOMEAT, voltado para as personalidades mais importantes da cadeia produtiva de proteína animal, na opinião de um grupo de indicadores formado......
Exportações de carne bovina brasileira sobem 2% em 201706/10/17 As exportações brasileiras de carne bovina somam 1,065 milhão toneladas nos nove primeiros meses do ano, alta de 2,2% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados compilados pela Associação......
JBS espera forte desempenho para operações de bovinos nos EUA em 201714/03/17 A JBS espera que seus negócios de carne bovina nos Estados Unidos tenham margens acima do verificado nos últimos anos em 2017, como resultado da recuperação do ciclo de bovinos na região e aumento das......

Voltar para Notícias (pt)