EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 14 de Maio de 2020 às 15h39

BRF compra fábrica de alimentos processados na Arábia Saudita

Notícias do Setor (650)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A BRF fechou a compra de uma fábrica de cortes empanados, marinados e hambúrgueres na Arábia Saudita por US$ 8...

A BRF fechou a compra de uma fábrica de cortes empanados, marinados e hambúrgueres na Arábia Saudita por US$ 8 milhões, informou a empresa em comunicado.

A planta adquirida é a Joody Al Shariya Food Production Factory, localizada em Damman, com capacidade de produzir 3,6 mil toneladas de alimentos por ano.

A BRF disse que pretende expandir a capacidade de produção da unidade para 18 mil toneladas ao ano, aumentando a participação no mercado saudita e ampliando o portfólio de produtos de maior valor agregado. A companhia não informou data para completar essa expansão.

“Estamos presentes na Arábia Saudita desde o início da década de 70 e este investimento reforça nosso compromisso de longo prazo e a importância estratégica das nossas operações no país, estabelecendo produção local, com um mix de maior valor agregado”, disse o presidente global da BRF, Lorival Luz, em comunicado.

A conclusão da operação está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, incluindo a aprovação por autoridades regulatórias da Arábia Saudita.

A BRF informou que a aquisição da fábrica não afeta o seu plano de investir US$ 120 milhões em uma nova planta de alimentos processados na Arábia Saudita, conforme o memorando de entendimentos assinado com a Saudi Arabian Investment Authority em outubro do ano passado.

“O desenvolvimento desse projeto está atualmente em sua fase de especificação técnica e modelagem financeira”, disse a empresa.

Fonte: Carnetec

Veja também

Cadeia produtiva da carne otimista: exportações aceleram em 202023/01/20 Otimismo com o desempenho da agricultura e do agronegócio catarinense e brasileiro é o que manifesta o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Santa Catarina (FAESC) José Zeferino Pedrozo que, entretanto, alerta para a necessidade de assegurar o abastecimento de milho. “Não há dúvidas de que o ano será excelente para......

Voltar para Notícias (pt)