EXPOMEAT
de 15 a 17 de Março de 2022

Das 14h às 20h
Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 17 de Novembro de 2020 às 14h58

Exportações de carne suína superam desempenho de 2019 em SC

Notícias do Setor (668)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Santa Catarina segue batendo recordes nas exportações de carne suína. O estado já superou o desempenho de todo o ano...

Santa Catarina segue batendo recordes nas exportações de carne suína. O estado já superou o desempenho de todo o ano passado e espera chegar a US$ 1 bilhão de faturamento até dezembro, segundo divulgou a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural em nota na semana passada.

De janeiro a outubro deste ano, Santa Catarina embarcou 435,5 mil toneladas de carne suína para 67 países. O valor gerado com as exportações já passa de US$ 963,6 milhões, um aumento de 38,4% em relação ao mesmo período de 2019.

"Mesmo com todos os desafios trazidos este ano, seguimos com um setor fortalecido, otimista e pronto para crescer ainda mais em 2021", disse no comunicado o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.

Os números são divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) do estado.

A China segue como o maior mercado para a suinocultura catarinense, responsável por 55% do faturamento total com os embarques ao longo de 2020. O estado vem ampliando também as vendas para outros países, como os Estados Unidos (+61%) e o Japão (+129,4%), considerados os mais exigentes do mundo.

Em outubro, Santa Catarina exportou 46,4 mil toneladas de carne suína, faturando US$ 107,9 milhões, aumento de 46,8% em comparação a outubro de 2019.

Segundo o analista da Epagri/Cepa, Alexandre Giehl, praticamente todos os principais mercados ampliaram suas compras. "Em termos de valor, as exportações para a Argentina obtiveram seu melhor resultado desde janeiro de 2019, o que pode indicar uma recuperação dos embarques para aquele país. Vale destacar que, até o ano passado, a Argentina estava entre os quatro maiores destinos da carne suína catarinense", disse Giehl na mesma nota.

Confira aqui os resultados das exportações nacionais de carne suína em outubro e no acumulado do ano.



Fonte: Carnetec

 

Veja também

Marfrig rastreará gado de abate28/07/20 A fim de auxiliar na contenção do desmatamento na Amazônia, a Marfrig Global Foods anunciou um compromisso para rastrear a origem de todo o gado abatido, desde a criação do bezerro. A iniciativa Marfrig Verde+ tem como meta implementar o rastreamento completo até 2025. De acordo com a empresa, entrevistada pelo portal Valor Econômico, a ação visa......
SC mantém a liderança na suinocultura brasileira20/04 A suinocultura catarinense continua liderando a produção e a exportação brasileira, apesar dos fortes incentivos que outras unidades da Federação estão destinando ao setor. O Estado catarinense superou mais um......

Voltar para Notícias (pt)