21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 04 de Agosto às 12h04

JBS investe mais de R$ 100 milhões em saúde e segurança de seus colaboradores no Brasil

Notícias do Setor (228)
EXPOMEAT 2021 Entre março e junho, a JBS investiu mais de R$ 100 milhões em medidas, sistemas e processos de contingência em saúde e segurança para todas as suas unidades no Brasil, informou a empresa. Os...

Entre março e junho, a JBS investiu mais de R$ 100 milhões em medidas, sistemas e processos de contingência em saúde e segurança para todas as suas unidades no Brasil, informou a empresa. Os recursos foram aplicados em dezenas de ações e fazem parte do protocolo de prevenção e proteção da companhia para os mais de 130 mil colaboradores das unidades de produção, centros de distribuição, escritórios e demais instalações da empresa no país.

No período, para garantir a implementação e eficácia dessas medidas, a JBS afirmou que tem feito auditorias periódicas em suas 135 unidades produtivas, "verificando item a item de cada ação do seu rígido protocolo de segurança". O comunicado da companhia ao mercado foi feito na noite de quarta-feira (29), assinado pelo diretor de Relações com Investidores, Guilherme Perboyre Cavalcanti, que continua:

Para definir seu protocolo, a JBS contratou a consultoria médica de infectologistas especializados, como o dr. Adauto Castelo Filho, e instituições de referência, como o Hospital Albert Einstein, que validaram cada etapa do protocolo de acordo com as recomendações médicas e de saúde e as determinações da Portaria Interministerial nº 19 (Ministérios da Saúde, Agricultura e Economia), de 18 de junho de 2020.

Adicionalmente, a JBS contratou no período mais de 10 mil profissionais em todo o país para reposição das posições dos colaboradores que foram preventivamente mantidos em casa por fazerem parte do grupo de risco. Todos os colaboradores que tenham diagnóstico positivo para covid-19 também são prontamente afastados e permanecem ausentes das suas atividades até o seu pronto restabelecimento, com atendimento integral da equipe de saúde da empresa.

A empresa realiza o monitoramento diário de 100% dos colaboradores desde o início da sua jornada – do transporte ao acesso às unidades, incluindo mudanças de turno, intervalos, refeições e até o retorno à sua casa, cada colaborador é monitorado – seja por anamnese (entrevista conduzida por profissional de saúde), medição de temperatura ou por consulta laboratorial.

“Com isso, os procedimentos e cuidados adotados pela JBS nas suas plantas são capazes de oferecer a máxima proteção aos seus colaboradores e podem ser comparados aos aplicados em instituições de referência na área hospitalar”, disse no comunicado o dr. Adauto Castelo Filho, que é professor associado de Infectologia na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia.

ALGUMAS DAS MEDIDAS ADOTADAS

- Ampliação das frotas de ônibus em 49%. Para viabilizar as normas de distanciamento no transporte de colaboradores, a JBS ampliou o número de ônibus que atendem o trajeto de ida e volta das unidades em todo o país – agora são mais de 1.800 veículos que fazem o transporte dos colaboradores. Os assentos são demarcados, fixos e com distanciamento a cada dois bancos. Além disso, foram comprados mais de 2 mil termômetros digitais para medição da temperatura dos colaboradores na entrada do ônibus e da fábrica, além de questionário (anamnese) de todos antes do acesso aos veículos.

- Novos equipamentos de proteção individual (EPIs). Além dos uniformes utilizados seguindo os protocolos sanitários e de operação da indústria, em todas as plantas da JBS foram adicionados novos equipamentos de proteção, como máscara face shield (acrílico), máscaras descartáveis e de tecido. O uso de máscaras é 100% obrigatório em todas as áreas da companhia. Só no modelo face shield, são mais de 180 mil unidades adquiridas nos últimos três meses. Ao todo, a empresa já adquiriu mais de 1,2 milhão de EPIs nesse período. Os equipamentos são usados durante todo o turno dos colaboradores que, na linha de produção, ainda contam com barreiras físicas de proteção e que garantem o isolamento físico e social.

- Detergentes e sanitizantes. Para garantir a higienização correta das mãos, foram adquiridos cerca de 150 mil litros de álcool em gel e que são amplamente oferecidos em recipientes instalados em locais de fácil acesso aos colaboradores e com acesso via pedal. A desinfecção das instalações e dos ônibus também foi intensificada – com mais de 200 mil litros de produtos desinfetantes utilizados mensalmente.

- Vacinação gratuita para gripe H1N1 para 100% dos colaboradores. Em todas as suas unidades no Brasil, os departamentos de saúde e segurança da JBS estão promovendo a vacinação contra a gripe H1N1 para todos os colaboradores.

- Contratação de profissionais de saúde. A equipe de saúde das unidades soma mais de 630 profissionais, número 40% superior ao verificado antes do início da pandemia. Foram adicionados mais 192 profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros e auxiliares e que estão à disposição para atendimento permanente dos colaboradores.

MUDANÇAS ESTRUTURAIS

Também foram realizadas mudanças na estrutura e nas áreas internas e externas das unidades. Entre os investimentos em equipamentos e novas instalações, estão: criação de refeitórios de campanha ampliando a capacidade de atendimento com amplo distanciamento entre os colaboradores, sem aglomerações; ambulatórios adicionais nas áreas externas e anexos às plantas, com funcionamento permanente; e ampliação das áreas de descanso cobertas, com novos espaços em tendas e/ou contêineres com mais distanciamento entre os assentos.

A comunicação sobre os protocolos de segurança e saúde adotados nas unidades e informações gerais sobre a covid-19 para os colaboradores também foram intensificadas. Em cada planta, nos diversos pontos de passagem e de permanência, estão instalados materiais de comunicação sobre as medidas e atitudes necessárias à prevenção da doença no trabalho e esclarecimentos sobre proteção e cuidados em família, em casa e nos momentos de descanso. Entre as ferramentas usadas, estão: veiculação das mensagens em rádio e TVs internas, comunicação visual, sinalizações e alertas de distanciamento, jornal mural, intranet, entre outros.

Além dos investimentos realizados internamente, no valor de R$ 100 milhões em todas as suas unidades no Brasil, a JBS anunciou a doção de R$ 400 milhões para o enfrentamento à covid-19 no Brasil. Os valores estão sendo dedicados a três frentes – saúde, social e ciência.

"A empresa está confiante que todas essas medidas são eficazes para proteger os colaboradores da covid-19 nas suas unidades e garantir o abastecimento e a oferta de produtos da mais alta qualidade a seus clientes e consumidores no país e no mundo. Essa é uma missão que não pode parar, já que a produção de alimentos integra o rol de atividades essenciais para a população no contexto atual de pandemia", finalizou Cavalcanti.

Mais informações: jbs.com.br/medidasdeprotecao.

Fonte: CarneTec

Veja também

Marfrig vê potencial para aumento de exportações para a China05/10 A Marfrig espera que a demanda chinesa por carne bovina da América do Sul continue crescendo, abrindo oportunidades para aumento das exportações da companhia para o país asiático, disse o presidente da empresa, Miguel Gularte, na terça-feira (29). “Existe hoje um movimento muito forte do Ministério (da Agricultura) e das empresas brasileiras, argentinas e......

Voltar para Notícias (pt)