EXPOMEAT
de 15 a 17 de Março de 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 09 de Novembro de 2020 às 17h37

Minerva espera maior demanda doméstica e na China no 4º tri

Notícias do Setor (664)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A Minerva Foods espera que as demandas chinesa e brasileira por carne bovina aumentem no quarto trimestre com a retomada do consumo no segmento de...

A Minerva Foods espera que as demandas chinesa e brasileira por carne bovina aumentem no quarto trimestre com a retomada do consumo no segmento de food service e a tendência de crescimento observada sazonalmente neste período do ano, informaram executivos da empresa em teleconferência com analistas.

A demanda do segmento de food service da China já chega a 90% do que era antes da pandemia. No Brasil, a demanda do setor está entre 80% e 85% do registrado no mesmo período do ano passado, segundo os executivos.

“O quarto trimestre é sazonalmente o período mais forte (na demanda) no mercado interno... estamos bastante otimistas”, disse o presidente da Minerva, Fernando Galletti de Queiroz.

O diretor financeiro da Minerva, Edison Ticle, disse que a demanda no mercado doméstico brasileiro deve crescer no quarto trimestre, mas pode arrefecer no primeiro trimestre do ano que vem com o fim de estímulos econômicos relacionados à pandemia.

“Mas se tiver demanda menos aquecida e preços de carne caindo, vai ter um recuo no preço da arroba, o que acaba nos beneficiando bastante”, disse ele.

Na China, a demanda por carne bovina tende a crescer todos os anos no quarto trimestre. “Enxergamos um ciclo sazonal normal na China”, disse Queiroz.

O executivo disse que a Minerva assinou um memorando de entendimentos não vinculante para formação de uma joint venture na China como parte da estratégia de aumentar a rentabilidade com aproximação do consumidor final.

A Reuters informou na terça-feira (03) que a empresa chinesa Greenland Group anunciou uma joint venture com a Minerva Foods para distribuição de produtos da companhia brasileira na China.

Sem citar o nome da Greenland, Queiroz disse que o memorando de entendimentos assinado na China é não vinculante e que a empresa detalharia a estrutura da joint venture em breve.

A assessoria de imprensa da Minerva disse à Carnetec que a empresa não irá comentar sobre o assunto.

A Minerva divulgou na noite de terça-feira (03) que teve um lucro líquido de R$ 58,3 milhões no terceiro trimestre de 2020, revertendo prejuízo registrado no mesmo período do ano passado, e aumento de 14% na receita líquida para R$ 5,1 bilhões.

Fonte: CarneTec

Veja também

SC completa cinco anos do reconhecimento internacional como zona livre de peste suína clássica01/06/20 Maior produtor nacional de suínos, Santa Catarina comemora cinco anos como zona livre de peste suína clássica. Em 28 de maio de 2015, catarinenses e gaúchos receberam a certificação da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como a primeira zona brasileira livre da doença. "Em Santa Catarina o trabalho conduzido pela Secretaria da......
A mudança na gestão do agronegócio brasileiro09/11/20 O agronegócio brasileiro é sem dúvida nenhuma, quem vem sustentando a economia brasileira. Mas a realidade que o produtor rural vem vivendo ao longo dos últimos anos é muito diferente de tudo aquilo que vem sendo noticiado.......

Voltar para Notícias (pt)