21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 08 de Dezembro de 2017 às 10h12

Receita com vendas externas de carne suína cresce 16% no ano

Com mais milho disponível no mercado, a suinocultura brasileira teve à disposição insumos mais baratos para um ano de retomada, segundo o relatório técnico da Expedição Suinocultura. O setor deve fechar 2017 com desempenho positivo principalmente em renda. Segundo o documento, somente a receita com exportação vai crescer 15,9%, passando de US$ 1,4 bilhão em 2016 para US$ 1,7 bilhão este ano. A rentabilidade para o produtor também melhorou ao longo do ano.

“A redução na oferta global de carne suína afetou as cotações, o que favoreceu o produto brasileiro. O volume de embarques permanece estável em 2017, devendo acumular alta de quase 1% em relação a 2016, mas estamos ganhando mais por tonelada exportada”, disse o gerente do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo e coordenador da Expedição Suinocultura, Giovani Ferreira, em nota divulgada na quarta-feira (06).

E o faturamento não melhorou apenas para a indústria. Levantamento realizado pelo projeto técnico-jornalístico aponta que o preço médio pago por quilo ao produtor subiu de R$ 3,25 no ano passado para R$ 3,83 este ano. “Em todos os estados visitados, percebemos que os suinocultores estão mais otimistas e satisfeitos com os resultados. Ao contrário do que ocorreu ano passado, quando muitos deixaram a atividade devido à alta nos custos de produção”, explicou Ferreira.

Para construir o diagnóstico, a Expedição Suinocultura visitou granjas, indústrias, cooperativas e entidades representativas do setor no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.

Foram mais de 20 mil quilômetros percorridos entre setembro e outubro deste ano. Todos os detalhes dos roteiros de campo e informações sobre produção e mercado estão disponíveis no relatório técnico desta edição, que pode ser acessado gratuitamente no link: clique aqui.

Fonte: Carnetec

Veja também

Cresce porcentagem de abate na pecuária em 201927/12/19 Em novo levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no 3º trimestre de 2019, os números referentes ao abate de proteína animal cresceram em relação ao mesmo período de 2018. Análise apresentou alta de 2,1% de bovinos, 0,9% de suínos e 3,1% de frangos. Quando os números são comparados ao trimestre......
Aurora é homenageada no Prêmio Carne Forte11/05/17 O presidente da Aurora Alimentos, Mário Lanznaster, foi um dos homenageados na entrega do Prêmio Carne Forte, reconhecimento entregue hoje, dia 9, na solenidade de abertura da Expomeat, em São Paulo (SP). Representado pelo presidente do......

Voltar para Notícias (pt)