21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 29 de Novembro de 2019 às 13h49

Unitá inicia embarques de frango para China

EXPOMEAT 2021 A Unitá, cooperativa paranaense processadora de frangos, espera enviar inicialmente cerca de 2 mil toneladas de carne de frango para a China mensalmente após a habilitação de sua unidade em...

A Unitá, cooperativa paranaense processadora de frangos, espera enviar inicialmente cerca de 2 mil toneladas de carne de frango para a China mensalmente após a habilitação de sua unidade em Ubiratã (PR) em novembro, informou a companhia em comunicado publicado no seu website.

O primeiro embarque de carne de frango da Unitá para a China ocorrerá em dezembro.

O lote com 20 contêineres já começou a ser carregado. Asas e pés de frango da marca Copacol estão entre os principais produtos que serão enviados para a China pela Unitá.

A Unitá, que processa frango produzido por produtores associados das cooperativas Copacol e Coagru, informou que 25% de todo o volume exportado pela Copacol deverá ser enviado à China.

Valter Pitol, presidente da Copacol e da Unitá, espera que a habilitação para a China colabore para aumentar a rentabilidade para os produtos e para a cooperativa.

A Unitá abate 280 mil aves por dia e produz 10 mil toneladas de carne de frango por mês, segundo informação no seu website.

Expansão de produção

Outra unidade brasileira autorizada a exportar carne de frango para a China em novembro, a União Avícola Agroindustrial, de Nova Marilândia (MT), planeja antecipar a entrada de operação de uma segunda linha de abate para o segundo semestre de 2020, segundo informou o site de notícias O Livre em meados de novembro.

A nova linha de abates irá elevar a capacidade de produção da empresa de 140 mil para 300 mil aves por dia.

Fonte: carnetec

Veja também

Projeto inovador de rastreabilidade da BRF ganha prêmio27/11/19 A BRF foi reconhecida como vencedora no Prêmio Automação 2019, categoria “Aplicação de Mercado”, com um case de rastreabilidade de alimentos. Como parte da implementação do Projeto Indústria 4.0, a BRF passou a adotar a padronização internacional GS1 de etiquetas, para garantir controles mais rigorosos e avanço......
Exportações brasileiras de carne suína encerram 2016 com alta de 32% em volume18/01/17 Confirmando o bom ano vivido pela suinocultura do Brasil no mercado internacional, as exportações do setor (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 732,9 mil toneladas em 2016, volume que supera em 32% as 555,1......

Voltar para Notícias (pt)