21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 23 de Junho de 2018 às 12h37

Conselho da BRF aprova Pedro Parente para cargo de CEO

Parente, novo CEO da BRF (Tomaz Silva/AgB)

O Conselho de Administração da BRF S.A. aprovou na quinta-feira (14) a indicação do ex-presidente da Petrobras Pedro Parente para o cargo de CEO da processadora de carnes, segundo comunicado divulgado no fim da tarde.

Parente deve assumir a nova posição assim que receber autorização da Comissão de Ética Pública da Presidência da República atestando a inexistência de conflito de interesses entre o cargo anterior e o de CEO da BRF.

“Durante o período em que for o CEO Global da BRF, o sr. Pedro Pullen Parente priorizará o processo de planejamento estratégico e financeiro, cuidará diretamente da preparação de seu sucessor e liderará o processo de reorganização da companhia, em especial o preenchimento de posições-chaves e questões ligadas à sua governança”, disse a BRF em comunicado.

Parente acumulará os cargos de CEO e de presidente do Conselho de Administração da BRF por pelo menos 180 dias, conforme permite o estatuto social da companhia. O conselho buscará ainda autorização em assembleia geral de acionistas para alterar o estatuto e estender o período de acumulação de cargos para até um ano.

O conselho da BRF também aprovou a criação do cargo de diretor presidente global de operações (COO), que será ocupado pelo atual CEO interino e diretor financeiro Lorival Nogueira Luz Junior. Ele assumirá o novo posto na data da posse de Parente.

Por Anna Flávia Rochas
Fonte: Carnetec

Veja também

Um dos passos mais importantes para o setor em Segurança no Trabalho foi a criação da NR 3623/10/17 Mais do que uma mudança de procedimentos na fiscalização, um dos passos mais importantes para o setor foi a criação de uma NR específica, vigente desde abril de 2013. Segundo Fernando Rosalvo, Técnico em Segurança no Trabalho, a criação da NR-36 mudou a vida dos trabalhadores: “Neste quatros anos de aplicabilidade da norma, percebo que......

Voltar para Notícias (pt)