21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 20 de Março às 14h12

Embrapa e ABRA iniciam negociações para atuarem juntos no reaproveitamento de resíduos animais

Notícias do Setor (228)
EXPOMEAT 2021 O diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Guy de Capdeville, e o presidente-executivo da Associação Brasileira de Reciclagem Animal (ABRA), Décio Coutinho, assinaram na terça-feira (10)...


O diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Guy de Capdeville, e o presidente-executivo da Associação Brasileira de Reciclagem Animal (ABRA), Décio Coutinho, assinaram na terça-feira (10) Acordo de Confidencialidade para oficializar o início de negociações para projetos de parceria entre a Embrapa e a ABRA. A parceria poderá resultar em novos produtos a partir do reaproveitamento de resíduos de origem animal, como farinhas e gorduras, além de novos processos para o aproveitamento desses resíduos.

A Embrapa Agroenergia possui expertise na agregação de valor a resíduos e coprodutos do setor agropecuário, principal demanda dos associados da ABRA. Utilizando técnicas da área de biotecnologia industrial e de química de renováveis, os pesquisadores fazem a “quebra” das moléculas dos resíduos e a partir daí são criados novos produtos, com maior valor agregado.

“A nossa Vitrine Tecnológica mostra em detalhes como isso funciona”, explicou o chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Agroenergia, João Ricardo Almeida.

Ele falou sobre “Oportunidades de parcerias entre a ABRA e a Embrapa Agroenergia” e citou alguns exemplos de produtos obtidos a partir da valoração de resíduos animais, como antioxidantes para farinhas, bioativos para ração, enzimas, algas que tratam efluentes além de biolubrificantes, biosurfactantes e biofertilizantes.

Na mesma cerimônia, tomou posse o novo Conselho Diretivo da ABRA. O novo diretor, Pedro Bittar, falou da importância da parceria com a Embrapa. “Precisamos do apoio técnico da Embrapa para mostrar a importância do setor de reciclagem no Brasil e diversificar a nossa gama de produtos obtidos a partir de resíduos de aves, bovinos e peixes, de forma ambientalmente correta”, disse Bittar.

Também participaram do evento de assinatura do acordo o secretário de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Bruno Brasil, que fez uma apresentação sobre o “Modelo de Inovação Aberta da Embrapa”, a chefe-geral da Embrapa Agroindústria de Alimentos, Lourdes Cabral, que falou sobre “Oportunidades de parceria entre ABRA e Embrapa para valorização de resíduos do processamento animal” e a chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agroenergia, Patrícia Abdelnur.

Fotos: Kelvia Tiba

Fonte: Embrapa Agroenergia – Irene Santana (Mtb 11.354/DF)

Veja também

Exportação de carne suína cresce em outubro, com China se abastecendo para o ano Novo Lunar20/10 De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, as exportações de carne suína nos primeiros sete dias úteis de outubro tiveram aumento tanto em relação às médias de receita e volume obtidos no mesmo mês de 2019, quanto comparando com setembro. Fernando Henrique Iglesias, analista da Safras & Mercado,......
Exportações de carne de frango crescem 1,8% em 202015/09 As exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) apresentaram alta de 11,3% no mês de agosto, alcançando 362,4 mil toneladas, informa a Associação Brasileira......

Voltar para Notícias (pt)