EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 06 de Fevereiro de 2020 às 16h07

Exportação de carne bovina sobe quase 10% em janeiro impulsionada pela China

Notícias do Setor (650)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal De acordo com a associação que representa os frigoríficos, chineses compraram 126% a mais na comparação com o...

De acordo com a associação que representa os frigoríficos, chineses compraram 126% a mais na comparação com o mesmo período de 2019

As exportações de carne bovina do Brasil cresceram 9,8% em janeiro na comparação com o mesmo período de 2019, segundo a associação que representa os frigoríficos do setor (Abiec) nesta quarta-feira (5). Em faturamento, a alta é ainda maior: 37,9%.

Foram vendidas ao exterior 135,4 mil toneladas com faturamento de US$ 633,25 milhões. O resultado foi puxado principalmente pela China.

As exportações para o país asiático cresceram 126%, somando 53,2 mil toneladas. Já em valores, o avanço foi de 200%: US$ 322,8 milhões de receita.

“É um resultado positivo e que vai de encontro com as nossas estimativas de crescimento para este ano”, disse em nota o presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli – em dezembro, a associação projetou para 2020 um aumento de 13% nas exportações brasileiras do produto.

Apetite chinês em alta

Os dados indicam um começo de ano forte para o setor, após recordes de volume e receita com exportações em 2019, quando a área foi impulsionada também pela China, que acelerou compras de proteínas após a peste suína africana dizimar seu enorme plantel de porcos.

Membros da indústria de carnes brasileira, como executivos da JBS e da BRF, acreditam que as exportações para a China devem crescer mesmo com o atual surto de coronavírus no país, afirmando que o caso pode levantar preocupações quanto à segurança alimentar chinesa.

Além disso, as consequências da peste suína e o surgimento de surtos de gripe aviária na nação asiática também podem influenciar em um aumento nos embarques de carne do Brasil.

A ABIEC não mencionou qualquer impacto do coronavírus em sua nota.

Fonte: G1 Globo

Veja também

Projeções mostram que setores devem fechar 2020 com números positivos15/12/20 A produção, as exportações e o consumo per capita de carne de frango, carne suína e de ovos devem encerrar 2020 com números positivos. É o que apontam os estudos e projeções apresentados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (09), por meio de......
Lucro líquido da Marfrig sobe mais de 6x no 3º tri17/11/20 A Marfrig teve um lucro líquido de R$ 674 milhões no terceiro trimestre, mais de seis vezes maior que o lucro de R$ 100 milhões no mesmo período do ano passado, informou a empresa na quarta-feira (11). A receita líquida......

Voltar para Notícias (pt)