09 A 11
DE novembro DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 12 de Janeiro às 15h08

Exportações do agro superaram US$ 100 bi em 2020

Notícias do Setor (571)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Alcançando a segunda melhor marca histórica, o agronegócio brasileiro gerou uma receita de US$ 100,8 bilhões em 2020,...

Alcançando a segunda melhor marca histórica, o agronegócio brasileiro gerou uma receita de US$ 100,8 bilhões em 2020, saldo que representa uma alta de 4% em comparação com 2019, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Insper. Carnes e soja estiveram entre os destaques.

O bom desempenho do setor agropecuário brasileiro no cenário internacional é explicado pelo câmbio, com a forte desvalorização do real frente ao dólar, e por fatores como a resiliência da cadeia logística e de suprimentos durante a pandemia, a firme demanda chinesa por grãos e carnes e o aumento das compras de commodities por países emergentes, avalia o instituto.

"O agronegócio foi exemplo de resiliência e produtividade em tempos de pandemia e recessão global ao garantir o abastecimento doméstico e assumir um papel ainda mais protagônico na segurança alimentar global", diz o Insper, em comunicado.

Soja em grão e derivados renderam embarques de US$ 35,2 bilhões em 2020. O processo de recuperação da produção de suínos na China, com a substituição forçada da criação de “fundo de quintal” por fazendas comerciais, puxou a alta nas vendas do grão pelo Brasil no ano passado em função do incremento das compras chinesas para a produção de ração. A mudança também vai influenciar um aumento da demanda por soja e milho importados pelos chineses nos próximos anos, ressalta o Insper.

CARNES EM DESTAQUE

A peste suína e novas habilitações de plantas brasileiras também contribuíram para o desempenho das exportações de carnes (principalmente bovina e suína), que alcançaram US$ 16,4 bilhões em negócios em 2020.

Fonte: Valor Econômico, adaptado pela equipe feed&food

Veja também

Perdigão divulga share superior a 40% no segmento de mortadelas28/04 Conheça outras notícias do setor: www.carnetec.com.br A Perdigão alcançou 41,6% de market share valor no segmento de mortadelas em 2020, informou a marca nesta semana. O resultado assegurou a liderança isolada na categoria, segundo levantamento feito pela Nielsen. A submarca Premium Ouro, carro-chefe da marca nas categorias de frios e embutidos, também consolidou sua......

Voltar para Notícias (pt)