EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 19 de Janeiro às 10h15

Governo de SC espera alta na exportação de carne suína em 2021 após recorde

Notícias do Setor (650)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal O estado de Santa Catarina, maior produtor de carne suína do Brasil, exportou o equivalente a US$ 1,2 bilhão em carne suína...

O estado de Santa Catarina, maior produtor de carne suína do Brasil, exportou o equivalente a US$ 1,2 bilhão em carne suína em 2020, estabelecendo um novo recorde anual para o setor, informou a Secretaria da Agricultura do estado na terça-feira (12).

“Em 2021, apesar da alta nos preços dos insumos, a carne suína continuará favorável e nós seguiremos acessando mercados e aumentando o volume de exportações”, disse o secretário adjunto de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de SC, Ricardo Miotto, em nota.

O faturamento do setor de carne suína catarinense com os embarques no ano passado foi 35% superior ao registrado em 2019. O estado exportou 523,3 mil toneladas de carne suína em 2020 para 67 países, respondendo por 52% do total embarcado pelo país.

O Brasil como um todo também estabeleceu um novo recorde de exportações de carne suína em 2020, superando 1 milhão de toneladas pela primeira vez na história, a 1,02 milhão, conforme informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) no início do mês.

O aumento das vendas externas ocorreu principalmente devido à maior demanda chinesa e aos impactos da peste suína africana, que reduziu a produção global de carne suína, mas que não atingiu o Brasil.

A China comprou mais de 60% do total de carne suína exportada por Santa Catarina no ano passado, gerando faturamento de US$ 740,2 milhões para a indústria do estado.

A demanda externa por carne suína brasileira e o aumento da competitividade do produto no mercado interno colaboraram para o desempenho da indústria processadora de suínos em 2020.

A ABPA estimou em dezembro de 2020 que o Brasil deverá exportar entre 1,08 milhão e 1,1 milhão de toneladas de carne suína em 2021.

Fonte: Carnetec

Veja também

IBGE: abate de suínos sobe 5,7% no 1º trimestre/2021 ante o 1º trimestre/2016/06 Os produtores brasileiros abateram 12,62 milhões de suínos no primeiro trimestre de 2021, desempenho mais elevado para este período do ano e o equivalente a um aumento de 5,7% em relação ao primeiro trimestre de 2020, segundo os resultados das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgada hoje pelo Instituto......

Voltar para Notícias (pt)