Notícias

Postado em 28 de Janeiro de 2019 às 17h38

Inspeção mais moderna exige responsabilidade por atos e decisões

Nome Categoria (67)

Nesse sistema cada um terá sua responsabilidade

Afirmação foi feita pela ministra Tereza Cristina que também adiantou unificação de câmara setoriais.


A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse durante reunião no ministério, com o presidente da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), Péricles Salazar, e representantes do setor, que quer implantar o sistema de autocontrole na inspeção desses estabelecimentos. “O processo inicial é de vocês, vocês é quem têm que cuidar, que são os responsáveis. Mas se a gente chegar na unidade em uma auditória e comprovar que há coisas erradas, as punições serão mais fortes, caneta pesada. Isso vai valer para peixe, para boi, enfim, para todos os produtos de origem animal”, alertou.

“Neste sistema de inspeção mais moderno, cada um terá a sua responsabilidade e assumirá as suas decisões e seus atos”, explicou a ministra. Para isso, a defesa agropecuária vai cobrar a responsabilidade da qualidade e da segurança alimentar exigidas pela sociedade”, completou.

Um única Câmara Setorial

A ministra e os empresários falaram de diálogo, transparência e parceria. A aproximação será intensificada com a unificação de todas as câmaras setoriais (carnes, aves e suínos) em uma só: a Câmara Setorial de Carnes, para centralizar os pleitos do setor.

Na visão da ministra, para a abertura de novos mercados o papel dos adidos será fundamental. “Eles deverão estar muito perto de nós e queremos dar uma missão para eles: receber as demandas do setor privado, que já estudou os mercados de interesse e sabe as particularidades de cada importador". E dirigindo-se aos representantes da entidade, disse “vocês têm a missão interna para as auditorias nas plantas industriais e nós vamos trabalhar o mercado para vocês”.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Veja também

COM INVESTIMENTOS DE R$ 330 MILHÕES SEGUNDA LINHA DA UNITÁ COMEÇA O ABATE DE FRANGO15/01/19 A Central Unitá já colocou em operação a 2ª linha de abate do frigorífico de aves, localizado em Ubiratã. A indústria que trabalhava com a capacidade de 180 mil cabeças por dia, passou a abater 230 mil aves, com a previsão de aumentar para 280 mil neste primeiro semestre. O projeto é para abater 380 mil até o início de......
Empresas vão investir R$ 160 milhões em Maringá e Cianorte10/12/18 A Avenorte Avícola, de Cianorte, e a FA Maringá, de Maringá, confirmaram novos investimentos para o Noroeste do Estado por meio de incentivos do programa Paraná Competitivo. O protocolo de intenções foi assinado nesta......

Voltar para Notícias (pt)