EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 07 de Abril de 2020 às 11h54

JBS diz que vai contratar 3 mil pessoas em 2020

Notícias do Setor (652)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Por Anna Flávia Rochas em 03/04/2020 A JBS disse que tem 3 mil vagas de empregos abertas no Brasil para serem preenchidas em 2020,...

Por Anna Flávia Rochas em 03/04/2020

A JBS disse que tem 3 mil vagas de empregos abertas no Brasil para serem preenchidas em 2020, segundo comunicado enviado à imprensa.

As contratações fazem parte do plano de investimentos da companhia para o Brasil, o qual a empresa já tinha afirmado na semana passada que estava mantido apesar da crise causada pelo coronavírus. A JBS tem um plano de investir R$ 8 bilhões no Brasil em cinco anos.

A processadora de carnes também reafirmou que manterá os empregos dos seus mais de 240 mil funcionários no mundo e que adotou medidas de prevenção do coronavírus em suas unidades, em conformidade com orientações de autoridades brasileiras e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Entre essas medidas estão práticas para coibir a aglomeração de pessoas, higienização e desinfecção dos ambientes, afastamento de pessoas do grupo de risco, comunicação sistemática para prevenção e proteção individual, entre outras.

Empresas brasileiras de carnes são consideradas essenciais para o abastecimento do país e continuam operando durante o período de contenção de contágio do coronavírus.

Fonte: Carnetec

Veja também

Minerva espera maior demanda doméstica e na China no 4º tri09/11/20 A Minerva Foods espera que as demandas chinesa e brasileira por carne bovina aumentem no quarto trimestre com a retomada do consumo no segmento de food service e a tendência de crescimento observada sazonalmente neste período do ano, informaram executivos da empresa em teleconferência com analistas. A demanda do segmento de food service da China já chega a 90% do que era antes da......

Voltar para Notícias (pt)