21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 14 de Dezembro de 2017 às 11h17

NR36: Compreenda o que a norma exige dos frigoríficos para prevenção de acidentes com a amônia

No dia 09/12/2017 ocorreu na Cidade de Maringá no Paraná o Treinamento de Segurança em Sistemas de Refrigeração por Amônia.
O foco central foi compartilhar conhecimento de Segurança e Saúde no trabalho nas indústrias que utilizam a Amônia no seu processo industrial, devido os muitos acidentes que ocorreram no Brasil no ano de 2017 com Amônia.


Temas debatidos:
• Amônia: Entenda seus benefícios e riscos dentro da indústria frigorífica.
• NR36: Compreenda o que a norma exige dos frigoríficos para prevenção de acidentes com a amônia, 
  Principais Ações do Ministério do Trabalho e Emprego.
• Adequação: Como escolher um sistema de detecção eficaz e confiável.
• Combate: Quais os EPIs e EPCs, as ações e precauções a serem aplicadas em caso de vazamento (teórico e prático)

Alguns testemunhos dos participantes:

Adilson Luiz - Engenheiro de Segurança do Trabalho - Frigorifico Astra
“Um treinamento de extrema importância, foi muito bom ter participado me esclareceu algumas dúvidas que tinha”.

Elisabete Schneider - Empresa Schneider Elaboração de Laudos
“Gostamos muito do treinamento”.

Heliton Pereira dos Santos - Cia Cacique de Café Soluvel
“Gostaríamos de parabenizar toda a equipe do treinamento de Segurança com (Amônia), e em principal a uma grande pessoa, Fernando Rosalvo que nos deu a oportunidade de compartilhar conhecimento numa causa muito importante, com a segurança em Amônia. Parabéns grande trabalho.”

Palestrantes:
Fernando Rosalvo, Técnico de Segurança no Frigorifíco BetterBeef e Vencedor do Prêmio Dupont (proteção química 2016).
Cleber Rocha, especialista em sistema de detecção de gases.
Sgto. Rodrigo Marcelo, Corpo de Bombeiros de Rancharia.

Veja também

Pescado está entre os itens do agronegócio mais importados pelo Brasil em 201627/01/17 O Brasil continua a ser um excelente cliente para os exportadores de pescado mundo afora. Embora os dados do sistema AgroStat (Mapa) compilados pela Seafood Brasil mostrem uma leve diminuição na receita com compras no exterior em 2016 ante o ano anterior (-2%), o volume cresceu 7%. O déficit na balança comercial segue enorme diante do nosso potencial produtivo (US$ 920 milhões......

Voltar para Notícias (pt)