09 A 11
DE novembro DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 20 de Julho às 18h57

Pamplona Alimentos investe para elevar abates em 48%

Notícias do Setor (571)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Pamplona Alimentos pretende elevar sua capacidade de abates de suínos nas plantas próprias em 48%, informou a empresa à...

Pamplona Alimentos pretende elevar sua capacidade de abates de suínos nas plantas próprias em 48%, informou a empresa à CarneTec.
A empresa disse em comunicado na segunda-feira (12) que assinou convênio de Cooperação Técnica e Financeira com o Banrisul, com a dotação inicial de R$ 50 milhões que serão investidos na cadeia produtiva da suinocultura da Região do Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina.
"Os recursos irão promover o crescimento do ativo biológico da Pamplona, gerando riqueza aos seus integrados", disse a empresa em comunicado.
A Pamplona irá investir na melhoria de seus processos, ampliação das granjas, aumento da produção própria de suínos e na expansão da fábrica de Presidente Getúlio.
Por meio do convênio com o Banrisul, produtores integrados indicados pela Pamplona deverão fazer cadastro no banco e terão a compra de sua produção garantida pela empresa durante a vigência dos contratos.
A Pamplona Alimentos é uma empresa familiar com 73 anos em Santa Catarina. A companhia comercializa cortes suínos em 26 estados brasileiros e exporta para todos os países em que o Brasil é habilitado.
A companhia tem 18 linhas de produtos que incluem carne suína temperada e in natura, linguiças defumadas e frescais, defumados, salames, copas, presuntaria e derivados, fatiados, queijos e cortes bovinos temperados, entre outros.
A Pamplona, que conta com 3 mil colaboradores, é dona das marcas Saudável, Rio Sul e Paraná.
Fonte: CarneTec

Veja também

Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 202014/07/20 O agronegócio segue como uma das grandes forças que movem a economia de Santa Catarina. No primeiro semestre de 2020, o setor respondeu por 72% das exportações catarinenses, com um faturamento que passa de US$ 2,87 bilhões. Os destaques são os embarques de carnes e de soja. Os números são divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de......

Voltar para Notícias (pt)