EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 28 de Abril às 11h02

Perdigão divulga share superior a 40% no segmento de mortadelas

Notícias do Setor (650)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Conheça outras notícias do setor: www.carnetec.com.br A Perdigão alcançou 41,6% de market share valor no segmento...

Conheça outras notícias do setor: www.carnetec.com.br

A Perdigão alcançou 41,6% de market share valor no segmento de mortadelas em 2020, informou a marca nesta semana. O resultado assegurou a liderança isolada na categoria, segundo levantamento feito pela Nielsen.

A submarca Premium Ouro, carro-chefe da marca nas categorias de frios e embutidos, também consolidou sua liderança no segmento, com 25,9% de share valor.

Segundo a Perdigão, a variedade no portfólio impulsionou o crescimento da categoria e garantiu mais opções aos consumidores. Ainda em 2020, além da Mortadela Ouro Tradicional, a marca passou a oferecer mais duas versões do produto: Ervas Finas e Azeitona Verde.

O fato de conseguirmos manter bons resultados em meio a um cenário tão desafiador comprova os fortes laços de confiança que mantemos com nossos consumidores.. Os números são fruto de um trabalho consistente em inovação, pesquisa e escuta ativa a fim de atender às diferentes necessidades e paladares”, disse a gerente executiva da marca, Luciana Bulau, em nota.

Em março, a Perdigão já havia anunciado a liderança nas categorias de industrializados e congelados obtida em 2020.

Foto: Divulgação

Veja também

Tilápia brasileira avança no mercado norte-americano23/06/20 A tilápia é um dos peixes mais consumidos pelos norte-americanos e ganha cada vez mais espaço na mesa desse exigente consumidor. Segundo Francisco Medeiros, presidente executivo da Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR), está aí uma excelente oportunidade para o Brasil. “A tilápia caiu no gosto dos norte-americanos. Além disso, somente 5%......

Voltar para Notícias (pt)