21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 09 de Novembro de 2020 às 17h26

BRF renova certificações da linha Sadia Bio

Notícias do Setor (349)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A BRF e produtores rurais de Lucas do Rio Verde (MT) receberam, mais uma vez, a certificação da empresa WQS, selo que confirma a...

A BRF e produtores rurais de Lucas do Rio Verde (MT) receberam, mais uma vez, a certificação da empresa WQS, selo que confirma a não utilização de antibiótico promotor de crescimento ou terapêutico durante a criação de frangos. O número de aves beneficiadas por esse projeto é de 20 milhões/ano. "Essa auditoria é um importante reconhecimento que garante práticas de produção e a transparência dos processos da BRF ao consumidor final", disse a empresa na semana passada.

Para receber a certificação da WQS, as aves são vistoriadas no nascimento, durante o crescimento e no abate. A ração consumida pelos animais também é checada para que não haja utilização de nenhum tipo de antibiótico no processo de fabricação. A linha Sadia Bio também acaba de renovar o selo internacional Certified Humane, que reconhece a aplicação de boas práticas de bem-estar animal. Para obter o reconhecimento, as granjas precisam prover um ambiente que estimule o comportamento natural das aves, tais como, ciscar, espojar e bater asas. O reconhecimento veio pelo quarto ano consecutivo também aos produtores de Lucas do Rio Verde.

“O bem-estar animal faz parte da nossa estratégia e, em sinergia com essas e outras entidades internacionais de certificação, mantemos o compromisso que está ligado ao desenvolvimento sustentável do nosso negócio e garantimos a qualidade da cadeia produtiva no que diz respeito aos nossos produtos”, disse Mariana Modesto, gerente executiva de Sustentabilidade da BRF, em nota.

A linha Sadia Bio garante o bem-estar animal na produção e possibilita a rastreabilidade dos produtos, que permite ao consumidor saber a origem do frango que está colocando à mesa. Com o número do lote localizado na embalagem, é possível especificar a granja responsável pelo processo de criação do produto adquirido.

Além dos selos concedidos pela WQS e Certified Humane, a BRF possui ainda outras certificações que atestam as boas práticas de bem-estar animal, entre elas Global G.A.P e National Chicken Council, onde os padrões são avaliados por auditores certificados PAACO.

Fonte: Estadão Conteúdo

Veja também

Wangus: duas super-raças em uma para obtenção de um produto premium23/02 A origem da raça de gado angus remonta aproximadamente ao ano de 1500, nas cidades escocesas de Aberdeen e Forfar (localizadas no condado de Angus), onde foi comprovada a existência de um gado bovino rústico, sem chifres e de pelagem preta e vermelha. Nos séculos seguintes, devido a importantes características produtivas, a raça foi difundida na Grã-Bretanha, Irlanda,......
A confiança na indústria da carne09/09/20 NELSON EIJI AKIMOTO, presidente da ACIC (Associação Comercial e Industrial de Chapecó) e NADIR JOSÉ CERVELIN, gerente do Projeto MERCOAGRO (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da......

Voltar para Notícias (pt)